Tribuna das Ilhas

O Destacamento Territorial da Horta recebeu, no dia 22 de março, 20 jovens e adultos da Associação de Pais e Amigos dos Deficientes da Ilha do Faial (APADIF), nas instalações do Destacamento Territorial da Horta.

Esta ação decorreu no âmbito do “Projeto Moviment´arte”, o qual visa potenciar uma maior proximidade e conhecimento dos diversos recursos e serviços da comunidade faialense.

A visita começou com o visionamento dum vídeo sobre a Guarda Nacional Republicana, seguindo-se a visita guiada pelo Destacamento, incluindo uma demonstração da equipa cinotécnica e terminando com um pequeno lanche com todos os visitantes.

A Secretária Regional da Energia, Ambiente e Turismo afirmou hoje, em Bruxelas, que os Açores têm todo o potencial para serem um verdadeiro 'laboratório vivo' de soluções inovadoras, no contexto de espaços insulares, no setor da energia.

Marta Guerreiro, que falava na apresentação da 'Smart Island Initiative', assinou, em nome do Governo Regional dos Açores, a 'Smart Island Declaration', que confirma o empenho das ilhas parceiras em se transformarem em sociedades inteligentes, inclusivas e prósperas, conduzindo a transição da Europa para uma era inovadora e sustentável.

Atualmente, mais de duas centenas de autoridades locais e regionais insulares europeias apoiam a iniciativa, o que, para Marta Guerreiro, significa a importância atribuída “à cooperação entre todos estes agentes, com o objetivo de potenciar regiões inovadoras e energeticamente sustentáveis, através de uma estratégia de maximização de sinergias de modo a incentivar o espírito empresarial, criando condições para o pequeno investimento e para a criação de emprego, particularmente para os jovens”.

“Na 'Smart Island Initiative', o objetivo é fomentar a ciência, a tecnologia e a inovação no setor energético e potenciar a eficiência energética como vetor de desenvolvimento sustentável, estrategicamente alinhado com a nossa atuação política”, frisou a titular da pasta da Energia.

Marta Guerreiro salientou que este é um projeto inspirado nas 'Cidades e Comunidades Inteligentes' da Comissão Europeia, mas pretende ir mais longe ao estender as sinergias para além da energia, até aos transportes e às tecnologias de informação e comunicação, incluindo também a água e os resíduos, numa perspetiva económica mais alargada.

“Esta abordagem holística deriva da insularidade, condição que obriga as autoridades insulares a assegurar uma utilização e gestão ótimas dos seus recursos e infraestruturas, muitas vezes dentro das fronteiras de cada ilha, a fim de apoiar um desenvolvimento económico sustentável, que aproveite em pleno as potencialidades em termos de geografia, recursos naturais, humanos e produtos”, frisou a Secretária Regional.

O Governo dos Açores nomeou a jurista Paula Cristina da Conceição Portela Brás Soares de Albergaria para assumir as funções de Inspetora Regional da Saúde, a partir do dia 1 de abril.

Paula Brás obteve, em 1997, a licenciatura em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, tendo exercido advocacia durante cinco anos na cidade de Ponta Delgada.

Desde 2004 que desempenha funções na área do Direito na administração pública, em especial nas áreas do apoio jurídico, recursos humanos e formação profissional.

Enquanto técnica superior, na Câmara Municipal de Ponta Delgada, trabalhou na instrução de processos de contraordenação, assessorou e integrou júris de concursos de pessoal, prestou apoio jurídico na Divisão de Gestão Administrativa e no Departamento de Gestão Financeira.

Entre 2009 e 2011, Paula Brás foi Coordenadora do Núcleo de Formação Profissional do Hospital do Divino Espírito Santo de Ponta Delgada, em regime de cedência de interesse público.

Paula Brás substitui no cargo Paulo Gomes, que exerce funções de Inspetor Regional da Saúde desde 2011, data da operacionalização deste serviço, e que cessa funções a seu pedido.

A Inspeção Regional da Saúde tem por missão fiscalizar o cumprimento das normas aplicáveis ao Serviço Regional de Saúde, pugnando pelo bom funcionamento e qualidade dos serviços, pela defesa dos interesses e bem-estar dos cidadãos e pela salvaguarda do interesse público.

 

A Capitania do Porto da Horta alerta para o provável agravamento do estado do mar, a partir do dia 27 de março.

Nas Ilhas do Triângulo, a agitação marítima de oeste e de oesnoroeste poderá ultrapassar os 6 metros de altura significativa, na manhã desta terça-feira, devendo aproximar-se dos 8 metros na manhã de 29 de março, diminuindo gradualmente a partir da tarde.

Assim, a Capitania do Porto da Horta recomenda à comunidade marítima a adoção de medidas de precaução, verificando e se necessário reforçando a amarração das embarcações, ou mesmo varando-as em lugar seguro.

À população em geral aconselha-se que sejam evitados passeios junto à orla costeira, bem como a prática de atividades lúdicas nas zonas expostas à agitação marítima, devendo manter-se uma atitude vigilante e ter presente que, nestas condições extremas, o mar pode facilmente alcançar zonas aparentemente seguras.

segunda, 27 março 2017 15:13

Clubes da AFHorta assinam contratos com FPF

Decorreu no passado fim de semana, na Cidade do Futebol, a cerimónia de Assinatura de Contratos com os Clubes da AF Horta que se candidataram e tiveram apoio para modernização de infraestruturas e equipamentos desportivos.
Assim sendo, marcaram presença nesta cerimónia Fayal Sport Clube (Celestino Lourenço), Futebol Clube dos Flamengos (Idílio Melo, Grupo Desportivo Fazendense (não pôde estar presente) e Clube Desportivo de São João (Luís Aço).
Numa cerimónia com casa completamente cheia, a Federação Portuguesa de Futebol contratualizou assim o apoio a 117 clubes e às 22 Associações Distritais com as verbas decorrentes da venda da antiga sede federativa, na Praça da Alegria, em Lisboa, num total de mais de 4,2 milhões de euros.
Além dos projetos dos clubes, que vão receber apoios entre os cinco e os 60 mil euros, também as vinte e duas associações distritais e regionais vão receber, no total, uma comparticipação de um milhão de euros.

Pág. 8 de 58