Tribuna das Ilhas

O Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores (SRPCBA) informa que, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), uma depressão muito cavada centrada a norte do arquipélago deverá provocar um aumento da agitação marítima e do vento, particularmente nas ilhas dos grupos Ocidental e Central.

Assim emite-se:

Grupo Ocidental

Aviso AMARELO referente a:

AGITAÇÃO MARÍTIMA

No período entre as 21H00 de segunda-feira, 27 de março, e as 03H00 de terça-feira, 28 de março.

Ondas de oeste.

Aviso AMARELO referente a:

VENTO - Rajada Máxima

No período entre as 18H00 de segunda-feira, 27 de março, e as 12H00 de terça-feira, 28 de março.

Direção de oeste.

Aviso LARANJA referente a:

AGITAÇÃO MARÍTIMA

No período entre as 03H00 e as 22H00 de terça-feira, 28 de março.

Ondas de oeste, passando a noroeste.

Grupo Central

Aviso AMARELO referente a:

AGITAÇÃO MARÍTIMA

No período entre as 06H00 e as 22H00 de terça-feira, 28 de março.

Ondas de oeste.

O Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores recomenda que, entre outras, sejam tomadas as seguintes medidas de autoproteção:

Consolide telhados, portas e janelas;

Corte ou pode as árvores próximas em risco de queda, procure informação na sua autarquia;

Guarde os objetos soltos do jardim. Um objeto, mesmo que o considere leve, projetado pelo vento forte pode causar grandes prejuízos materiais e até acidentes pessoais graves;

Feche bem as janelas e persianas;

Reforce as amarrações da sua embarcação ou mude-a para local seguro;

Ter especial cuidado na circulação junto da orla costeira e zonas ribeirinhas. Afaste-se de áreas baixas junto à costa;

Não praticar atividades relacionadas com o mar, nomeadamente pesca desportiva, desportos náuticos ou passeios à beira mar.

Estar atento às indicações da Proteção Civil e das Forças de Segurança. 

No próximo dia 4 de abril vai entrar em circulação a nova nota de 50euros, neste contexto, desde o passado dia 6 de março, quea Polícia de Segurança Pública (PSP), intensificou os contatos pessoais e as ações de sensibilização junto de comerciantes, idosos e de alunos do 3.º ciclo e ensino secundário.

A Operação “Nova nota de 50€ - A nova face do Euro” tem por objetivo dar a conhecer as principais alterações da nova nota de 50 euros, assim como sensibilizar o público mais vulnerável para eventuais burlas.

Numa nota informativa enviada às redações PSP informa que “as notas antigas continuam a ser válidas e ninguém está mandatado para recolher notas em nome do Banco de Portugal ou de qualquer instituição bancária”, esclarecendo ainda que “os cidadãos poderão continuar a utilizar a nota da primeira série, sem restrição e não há necessidade de efetuar trocas”, no entanto, avança, “quem o pretender fazer deve dirigir-se a um balcão bancário ou a uma tesouraria do Banco de Portugal”.

A PSP apela ainda para “que os cidadãos liguem para a Polícia caso verifiquem alguém a tentar fazer troca de notas porta a porta ou fora dos locais autorizados”.

“A nova nota de 50€ inclui elementos de segurança, tais como o número esmeralda na frente e a janela com o retrato da Europa (figura mitológica) que é visível tanto na frente como no verso quando se coloca a nota contra a luz”, dá a conhecer a PSP.

 

SUBSCREVA A ASSINATURA. Basta preencher o formulário

https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLScF1d_clSmrQ16Tj0nvB7RJMzSS4JV3xf0WoCWtiykBM8hEKA/viewform

--

http://www.tribunadasilhas.pt/

https://www.facebook.com/tribunadasilhas

https://twitter.com/tribunadasilhas

http://issuu.com/tribunadasilhas

Sete alunos da Escola Secundária Manuel de Arriaga ESMA decidiram juntar-se ao evento Maratona de Cartas promovido pela Amnistia Internacional (núcleo de Portugal), no esforço de alertar para a urgência de serem respeitados, por todo o mundo, os direitos fundamentais das pessoas. 

A Maratona de Cartas pelos Direitos Humanos é o maior evento global de direitos humanos, organizado anualmente pela Amnistia Internacional a 10 de dezembro, data que assinala também o Dia Internacional dos Direitos Humanos. 

Por esta ocasião, pessoas de todo o mundo assinam cartas apelando à solidariedade internacional, em prol de indivíduos e de comunidades em risco.

Segundo a Amnistia Internacional, Maratona de Cartas é uma ótima oportunidade para as crianças e jovens terem um contacto mais ativo com os Direitos Humanos. Ao conhecer os casos e fazerem algo para os ajudar, sentem que estão a contribuir para um mundo melhor.

Todos os anos, a Maratona de Cartas consegue fazer com que mais de três milhões de pessoas em todo o mundo as assinem como forma de apelar ao fim das violações de direitos humanos através do envio de cartas. Em Portugal o numero de assinantes ronda os 150.000.

 

 

SUBSCREVA A ASSINATURA. Basta preencher o formulário

https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLScF1d_clSmrQ16Tj0nvB7RJMzSS4JV3xf0WoCWtiykBM8hEKA/viewform

--

http://www.tribunadasilhas.pt/

https://www.facebook.com/tribunadasilhas

https://twitter.com/tribunadasilhas

http://issuu.com/tribunadasilhas

Na tarde da passada terça feira a Câmara do Comércio e Indústria da Horta (CCIH) reuniu com o Presidente da Portos dos Açores, com vista a obter esclarecimentos sobre o Projeto da Segunda Fase do Porto da Horta, lançado a concurso pelo Governo Regional em setembro passado.

As principais preocupações da Comissão Especializada do Turismo e Restauração, focaram-se essencialmente nas alterações ao projeto que não contempla a “retirada do cotovelo” da parte do porto para cruzeiros e “um grande maciço de cimento a meio da doca” que no seu entender “irá reduzir por um lado o estacionamento de iates e que esteticamente não fica muito bem”, esclareceu o representante dos empresários, Carlos Morais no final do encontro.

 

Carlos Morais, revelou que a Comissão Especializada do Turismo e Restauração, da Câmara do Comércio e Indústria da Horta, solicitou esta reunião com o Presidente da Portos dos Açores “no seguimento das medidas anunciadas pelo anterior governo a 24 de setembro, relativamente ao lançamento do concurso da Segunda Fase do Porto da Horta”. 

Segundo o representante dos empresários, tendo em conta que “a Mesa do Turismo não foi escutada” sobre o assunto “quisemos saber concretamente o que estava previsto para este concurso público no valor aproximado de 14 milhões de euros”, disse.

 

LEIA A NOTICIA COMPLETA NA NOSSA EDIÇÃO IMPRESSA OU

SUBSCREVA A ASSINATURA. Basta preencher o formulário

https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLScF1d_clSmrQ16Tj0nvB7RJMzSS4JV3xf0WoCWtiykBM8hEKA/viewform

--

http://www.tribunadasilhas.pt/

https://www.facebook.com/tribunadasilhas

https://twitter.com/tribunadasilhas

http://issuu.com/tribunadasilhas

O Serviço de Cirurgia do Hospital da Horta em conjunto com os Internos do Ano Comum e de Formação Específica da Horta/2016, vão promover no âmbito do “Outubro Cor de Rosa”, um Workshop de Técnicas de Palpação Mamária.

A atividade que pretende alertar para a importância da prevenção do cancro da mama, conta uma vez mais com o apoio da Delegação do Faial do Núcleo Regional dos Açores (NRA) da Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC).

A iniciativa vai decorrer na ilha do Faial, no dia 31 de outubro, pelas 19h00, no Auditório da Biblioteca Pública José João da Graça, na Horta e, este ano, estende-se também às ilhas de São Jorge e do Pico.

O workshop de Técnicas de Palpação Mamária destina-se a mulheres e homens de todas as idades e é composto por uma introdução teórica seguida de uma componente prática e interativa. 

 

 

Subscreva a nossa assinatura.

https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLScF1d_clSmrQ16Tj0nvB7RJMzSS4JV3xf0WoCWtiykBM8hEKA/viewform

Para mais informações TRIBUNADASILHAS@GMAIL.COM

Pág. 1 de 2