Tribuna das Ilhas

Maria José

Maria José

segunda, 24 abril 2017 09:56

I Colóquio CDIJA no Faial

Vai decorrer no próximo dia 26 de maio, no auditório do Hospital da Horta, o I Colóquio CDIJA no Faial subordinado ao tema “Cuidados de proximidade na saúde infantojuvenil”. 

A sessão de abertura está agendada para as 9h15 e contará com a intervenção da presidência do Conselho de Administração do Hospital da Horta, CDIJA e Comissão Organizadora. 

A primeira mesa redonda do dia é dedicada às perturbações mentais comuns na Infância e Adolescência que tem como moderadora Teresa Silveira, psicóloga e que contará com a presença das pedopsiquiatras Neide Urbano e Ana Moscoso. 

Depois do intervalo Luís Nunes e Maria João Câmara proferirão uma palestra intitulada “A perspetiva da pediatria”. 

Os trabalhos decorram também durante a tarde com um workshop versando “O jogo como ferramenta terapêutica” moderado por Andreia Silva, Carmen Infante e Patrícia Magalhães.

Já estão abertas as inscrições para a Bolsa do Empreendedorismo 2017, promovida pela Representação da Comissão Europeia em Portugal no Dia da Europa, 9 de maio, pelas 9h30, na Fundação Champalimaud, em Lisboa. As inscrições podem ser feitas emwww.bolsadoempreendedorismo.pt.

Carlos Moedas, Comissário europeu da Investigação, Ciência e Inovação, e Graça Fonseca, Secretária de Estado Adjunta e da Modernização Administrativa anunciam as equipas vencedoras do concurso de empreendedorismo Elevator Pitch – IdeiasQueMarcam. No mesmo dia, serão entregues as candidaturas ao Concurso Canvas – ProjetosQueMarcam.

segunda, 24 abril 2017 09:54

Rui Silveira no World Cup Series

O velejador da Classe Laser do Clube Naval da Horta, (CNH) Rui Silveira, encontra-se entre os 60 primeiros do ranking mundial que vão disputar o “World Cup Series”, em Hyéres, na França, que decorrerá de 24 a 29 do corrente. 

O atleta faialense – em terreno francês desde o dia 18 – sente-se “bem preparado” e “com vontade de competir”. E, a propósito, sublinha: “Quero entrar bem logo nos primeiros dois dias e dar o meu melhor”.

De acordo com o CNH, estão agendadas duas regatas por dia, com o objectivo de no dia 29 estarem apurados os 10 melhores atletas, que disputarão entre si os lugares cimeiros.

“Estamos a falar de um campeonato muito competitivo em que as regatas serão disputadas ao metro, pelo que um deslize pode sair muito caro”, salienta o velejador do Clube Naval da Horta. 

Rui Silveira sabe de antemão que vai ser “uma semana muito desgastante a nível físico e psicológico”, mas o factor preparação é a grande mais valia neste momento desportivo tão importante, que se realiza pelo quinto ano consecutivo em Hyères. Em prova estará a elite da vela internacional, pelo que a responsabilidade assim como o grau de exigência e competitividade são muito elevados. 

Os treinos estão a ser conduzidos pelo selecionador nacional, Miguel Andrade, que tem “puxado” pelo atleta faialense. Rui Silveira encontra-se a fazer treino de ginásio e de mar, tendo como partner outro português: Eduardo Marques.

O próximo desafio para este velejador de topo será a Delta Lloyd Regata, em Maio, na Holanda.

 

O Secretário Regional da Agricultura e Florestas, João Ponte, assinou na passada semana o contrato de adjudicação da obra de beneficiação do caminho rural dos Matos de S. João, nas Lajes do Pico, um investimento de cerca de 685 mil euros que vai melhorar o acesso a 87 hectares de pastagens, distribuídas por 22 explorações pecuárias, e a 46 hectares de floresta.
 
As obras abrangem uma zona de quase dois quilómetros de piso danificado, com a remoção do pavimento existente e pavimentação em betão betuminoso.
 
A empreitada prevê ainda trabalhos de beneficiação do sistema de drenagem e a construção de muros de vedação.
 
Este caminho rural estabelece a ligação entre a Estrada Regional 1-2ª no lugar de Companhia de Baixo, freguesia de S. João e a Estrada Regional 2-2º, Transversal, junto ao entroncamento com o Caminho Rural nº35, dos Cabecinhos.
 
Além de beneficiar os agricultores, criando mais condições de circulação e segurança, esta intervenção também favorece os residentes e visitantes da ilha, uma vez que interceta no seu percurso o Caminho Rural nº 48 de São Caetano que dá acesso à Reserva Florestal de Recreio do Mistério São João, e o Caminho Rural nº82, do Pico da Urze, que dá acesso à montanha.
 
Permite ainda a ligação a áreas privadas de pastoreio, com utilidade para todos os agricultores das freguesias de São João e São Caetano que pretendam aceder às explorações nas zonas altas.
 
A Secretaria Regional da Agricultura e Florestas vai, em 2017, através da Direção Regional dos Recursos Florestais, investir na Região cerca de 4 milhões de euros em obras de beneficiação de oito caminhos rurais e florestais, numa extensão total de mais de 15 quilómetros.

Mais de uma centena de pessoas participou, esta quinta-feira, na enoteca itinerante, que levou a São Caetano os melhores vinhos de Portugal, representando as mais nobres regiões nacionais, com empresas de referência no setor.

Pela região vinícola mais antiga do mundo, os vinhos Mapa, de Pedro Garcias, seduziram todos os presentes pela sua autenticidade. Com características enológicas dispares, mas similares no prazer que despertam, os Fita Preta, de António Maçanita, conquistaram também o público.

Por sua vez, os magníficos néctares picoenses também marcaram presença no evento, com a Azores Wine Company, a mais jovem empresa do setor na ilha, Paulo Machado e Cátia Laranjo revelando o infinito potencial dos vinhos do Pico.

Ao longo do serão realizou-se ainda um brinde ao projeto da autarquia que até ao final do mês de junho levará a todas as freguesias da Madalena e sedes de Concelho picoenses os melhores vinhos e enólogos nacionais, democratizando o acesso a este universo de conhecimentos, com provas de vinhos comentadas, curiosidades sobre enologia e muito mais.

O serão terminou com um brinde e votos de êxito ao projeto da autarquia que até ao final do mês de junho levará a todas as freguesias da Madalena e sedes de Concelho picoenses os melhores vinhos e enólogos nacionais, democratizando o acesso a este universo de conhecimentos, com provas de vinhos comentadas, curiosidades sobre enologia e muito mais.

 

Pág. 7 de 476