António Ferreira venceu o GP Azores 2019

0
39
ACR

O atleta da Vito/Feirense foi o grande vencedor da etapa de hoje que terminou na Lagoa do Fogo e venceu a primeira edição do GP Azores/Volta a São Miguel.

O terceiro e último dia do GP Azores/Volta a São Miguel reservava uma tirada de 99 quilómetros para um pelotão que, à saída, comportava 75 atletas.

A ligação entre a cidade da Lagoa e a Lagoa do Fogo, com passagens por Ponta Delgada, Ginetes, Várzea, Sete Cidades, Arribanas, São Vicente, Fenais da Luz, Pico da Pedra e Ribeira Grande era aguardada com grande expectativa, até porque no que toca à classificação geral tudo estava em aberto.

A juntar a isto, a tirada comportava as dificuldades inerentes a três contagens de montanha, a última das quais de primeira categoria, local onde estava instalada a meta.

Os primeiros quilómetros da etapa foram feitos em pelotão compacto, mas cedo os homens da Ginestar deram sinal de que estavam dispostos a atacar, com Miquel Juan e Javier Jorda a assumirem as despesas.

Aos espanhóis, mais tarde, juntou-se António Ferreira, da Vito/Feirense que acabaria por selar com sucesso o objectivo de conquistar a tirada.

A cerca de cinco quilómetros da meta, Ferreira descolou e “trepou” solitário até ao alto da Lagoa do Fogo, com Gonçalo Leaça da LA a ser segundo e Pedro Andrade, também da Vito/Feirense, a ser terceiro.

Na geral individual, o resultado alcançado nesta terceira etapa permitiu a António Ferreira vencer o GP Azores 2019. Na segunda posição ficou Javier Jorda da Ginestar, com Pedro Andrade, também do Feirense, a fechar o pódio.

A camisola Azul, símbolo do vencedor da Montanha, ficou para Javier Jorda, da Ginestar, que também foi o primeiro na classificação por Pontos.

Na Juventude, triunfo também para António Ferreira, da Vito/Feirense.

Por equipas, triunfo para a Vito/Feirense, segunda posição para a Sicasal/Constantinos, enquanto o terceiro posto foi conquistado pela formação espanhola da Ginestar.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO