António Ventura: “é preciso não humanizar os animais e desumanizar as pessoas”

0
19
DR

O social-democrata fala numa hierarquização de prioridades em que não se podem colocar os animais primeiro que as pessoas.

O Parlamento apreciou, esta quinta-feira, uma Petição que solicita a criação de um conselho nacional de experimentação animal. Em nome do PSD, António Ventura saudou os peticionários e começou por sublinhar que os sociais-democratas são sempre a favor da existência de mais recursos direcionados para a investigação e para a promoção dos benefícios para a vida quotidiana das pessoas. “Mas o PSD não tem a ousadia de alterar critérios técnicos, de aumentar a burocracia, nem de elevar para níveis incomportáveis de despesa a verba para modelos de investigação alternativos. Ou seja, é preciso não perder o norte à questão, é preciso não humanizar os animais e desumanizar as pessoas”, declarou.

De seguida, o parlamentar afirmou que “estamos todos de acordo se eu disser que estamos num país onde temos um Portugal despovoado, um Portugal sem investimento na produção nacional. Temos um Portugal onde se desinveste na educação, faltam funcionários, faltam professores, temos escolas fechadas. Temos um Portugal com desemprego. Temos um Portugal onde fecham serviços de urgência de pediatria e faltam médicos de família para, pelo menos, 600 mil portugueses. Há outras prioridades e é preciso não pôr os animais primeiro que as pessoas”.

Frisando que o PSD não pode concordar com esta política que pretende pôr os animais em primeiro ligar e as pessoas em segundo lugar, António Ventura recordou que o PSD defendeu e já foi aprovado na legislatura passada, a criação de um Comité Científico no âmbito dos Agroalimentos, constituído por ordens profissionais, pelas Academias científicas e por Institutos vocacionados para a investigação e a pesquisa científica dos agroalimentos.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO