Câmara da Horta quer voltar a integrar os órgãos da Escola do Mar dos Açores

0
7
blank
DR

O Presidente da Câmara Municipal da Horta avançou ao novo Conselho de Administração da Escola do Mar dos Açores (EMA) a intenção da autarquia em realizar as diligências necessárias para que o Município possa voltar a integrar os órgãos da Associação para o Desenvolvimento e Formação do Mar dos Açores, entidade gestora da Escola do Mar dos Açores (EMA).

Na apresentação de cumprimentos realizada na semana passada nos Paços do Concelho, a nova Presidente do Conselho de Administração, Ana Simões, e a Diretora Executiva, Ana Rodrigues, transmitiram ao autarca as missões e objetivos desta Administração.

Para além oferta da formativa até agora existente, a EMA pretende alargar o leque da formação a áreas temáticas do interesse dos seus associados e da Região, nomeadamente nos transportes marítimos e na náutica de recreio, robótica, novas tecnologias e investigação naval, sendo uma forma de potenciar novas valências que projetem a Escola do Mar dos Açores a nível nacional e internacional.

Neste contexto, o edil faialense destacou a convergência entre a entrada em pleno funcionamento da EMA e a oportunidade e necessidade urgente de construção do Parque de Invernagem e de Manutenção Naval da ilha do Faial.

“Volto a defender o importante papel que a Escola do Mar dos Açores deverá desempenhar ao nível da formação e qualificação de profissionais nas várias valências ligadas ao mar, promovendo a criação de emprego no setor e com recursos humanos mais qualificados”, afirmou Carlos Ferreira, reforçando a disponibilidade do Município em ser parceiro ativo da EMA.