CARDUME – Um manifesto teatral colectivo

0
120
DR/Teatro GIZ
DR/Teatro GIZ

CARDUME é um manifesto teatral colectivo, produzido pelo Teatro Giz, que conta com a encenação de Suzana Branco e música de Jorge Salgueiro.

Tem lugar no Porto da Horta, nos dias 3,4 e 5 de dezembro às 21h, tendo a concentração do público junto à barraca da Azores Experiences.

A entrada é livre, mas a lotação fica reduzida devido as restrições da pandemia de COVID-19. Para aquisição dos bilhetes basta deslocar-se, entre os dias 28 de novembro a 2 de dezembro das 18:00 as 19:30, na barraca da Azores Experiences (sobre o cais) identificada com a imagem da peça.

 

“C A R D U M E

um manifesto teatral colectivo

depois de um longo confinamento

irrompemos do silêncio

porque a cultura é um pilar da sociedade

e um espaço de resistência e esperança

porque o lugar do teatro é sempre

– e ainda mais em tempos difíceis

com as pessoas, frente a frente

CARDUME é um manifesto composto por múltiplas vozes, corações, cabeças e mãos

uma forma de luta e um alerta

para distinguirmos as máscaras e combatermos os tubarões”

Por: Teatro GIZ

Elenco:

Ana Pinto

Beatriz Mano

Pedro Afonso

Susana Salema

Vanessa Santos

 

Ana Colaço

Antónia Reis

Catarina Fazenda

Maria do Céu Brito

Pedro Garcia

Pedro Rosa

Sofia Colaço

Teresa Cerqueira

Tomás Melo

Com participação especial dos músicos da Filarmónica Artista Faialense e da Turma da Oficina de Percussão Sustentável e Criativa.

O espetáculo cumpre a Circular Informativa DRS CINF/2020/67A – Medidas Gerais para Realização de Eventos/Espectáculos Públicos, Sociais e Culturais em Recintos Fechados e ao Ar Livre – COVID-19, para além do uso de máscara ser obrigatório.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO