CDU em primeira visita à Terceira, no âmbito da Campanha Eleitoral para as Legislativas de 2022

0
16

No dia 12 de Janeiro, a primeira candidata da CDU, pelo círculo eleitoral dos Açores,
à Assembleia da República, Judite Barros da Costa, deslocou-se à ilha Terceira, com
a finalidade de se inteirar e fazer ponto da situação sobre diversas temáticas de
complexa resolução a nível da República, que, no manifesto eleitoral regional,
assumem-se como prioridades.

Assim, durante a manhã, juntamento com os candidatos pela ilha Terceira, Maria
Gouveia e Else Reis, esteve no Concelho da Praia da Vitória, visitando a cidade da
Praia e percorrendo a zona da Base das Lajes, nomeadamente, os antigos bairros dos
militares americanos, cedidos ao estado português, e sem aproveitamento
conhecido e a doca militar, que não estando a ser utilizada pelos militares, com a
regularidade anterior, poderia ser uma infraestrutura a aproveitar em prol do
desenvolvimento do Concelho e da própria ilha.

Da parte da tarde, deslocou-se à cidade da Angra do Heroísmo, onde, entre outras
ações de rua, e encontro com os Órgãos de Comunicação Social, teve uma reunião
com o SITACEHT e um grupo de ex-trabalhadores da Base das Lajes, com o intuito de
conhecer a fundo todo o processo que resultou na aplicação, indevida, do Fator de
Sustentabilidade aos trabalhadores da Base das Laje, que foram sujeitos a um
despedimento coletivo, entre os anos de 2015-20, provocando uma situação de
desigualdade e discriminação, em relação a outras situações semelhantes, que
aconteceram noutros pontos do país.

Tendo esta situação sido gerada por um erro legislativo, identificado e reconhecido
por vários juristas, que apoiam a alteração desta circunstância; havendo
unanimidade, por parte de todas as forças partidárias, com assente na Assembleia Legislativa Regional, e parecer favorável de diversas bancadas parlamentares com
assento na Assembleia da República, nomeadamente das bancadas do PCP e do PEV,
não se admite que esta situação se arraste, penalizando perto de 400 pessoas,
alimentando-se uma injustiça laboral da responsabilidade direta do Estado
Português.

Assim, perante esta explanação, a 1a candidata, Judite Barros, comprometeu-se, se
for eleita, a levar esta matéria à Assembleia da República, exigindo a sua breve
resolução, garantindo que este assunto não será esquecido pela Coligação
Democrática Unitária, seja qual for a sua representatividade. A voz da CDU
acompanha e está sempre ao lado dos Trabalhadores.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO