CDU São Jorge não desiste da Saúde dos jorgenses

0
8
DR/CDU
DR/CDU

O primeiro candidato da CDU por São Jorge, Pedro Pessanha, prestou declarações sobre a o setor da saúde nesta ilha, considerando que este sector continua com enormes debilidades e os governantes têm vindo a desconsiderar os alertas já dados.

A prestação de cuidados de saúde primários é assegurada na nossa Região pelos Centros de Saúde – sendo estes entendidos como o primeiro meio de acesso aos cuidados de saúde, assim constituindo o principal pilar do sistema de saúde que pauta pela sua atuação de proximidade com comunidades locais.

As sucessivas intervenções feitas no Centro de Saúde das Velas, na Ilha de São Jorge, que se encontra num edifício pertencente à Santa Casa da Misericórdia das Velas, nunca resultaram numa solução razoável, com qualidade e que prossiga os desafios para o futuro da Saúde neste concelho, nem resultarão. Por mais que se invista, por mais milhões que se gastem, será sempre muito difícil que um espaço que não foi planeado nem criado para esse fim, seja no futuro o Centro de Saúde que faz falta ao concelho das Velas e à Ilha de São Jorge.

Relembramos que em 2018 a CDU, na Assembleia Municipal das Velas, apresentou uma recomendação para a construção de um novo centro de saúde das Velas que contou com a abstenção do CDS-PP e do PS. No âmbito regional, foi apresentada uma proposta para a construção de um novo Centro de Saúde em São Jorge no Plano Regional Anual de 2019 e 2020 para a sua construção, ambos chumbados pelo PS.

Pedro Pessanha, ainda declarou que “a CDU foi sempre contra as obras do Centro de Saúde das Velas, estamos a adiar o inadiável, é urgente para todos os jorgenses uma saúde de qualidade sem motivações e interesses políticos misturados.”

É de conhecimento público que o Centro de Saúde das Velas é um dos Centros de Saúde com piores condições da Região Autónoma dos Açores. Urge, portanto, encontrar soluções efetivas para dar resposta a esta problema que afeta utentes e trabalhadores.

A CDU São Jorge defende ainda na área da Saúde que:

  1. Devem ser criadas condições que permitam e estimulem a fixação de médicos de família em São Jorge;
  2. O reforço do número de consultas de médico especialista bem como a sua periodicidade, a falta de consultas de especialidade continua a ser escassa face à procura e necessidade;
  3. O aumento do número de exames e testes dinásticos em S. Jorge, de forma a reduzir o número de deslocações;
  4. O aumento de verbas para a prevenção de doenças crónicas;
  5. Os Centros de Saúde devem ser equipados com os meios necessários para recorrerem à Telemedicina;
  6. O reforço dos meios humanos para a ida de enfermeiros ao domicílio.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO