Concluída primeira fase da reformulação do Nó da Relva (nascente), em Ponta Delgada

0
3

O Diretor Regional das Obras Públicas e Comunicações afirmou hoje que a empreitada de reformulação do Nó da Relva (nascente), no concelho de Ponta Delgada, cuja primeira fase está concluída, permitiu resolver questões de segurança na circulação de nascente para poente naquela zona.

 

“Com esta obra de construção de uma interseção giratória neste troço de estrada regional resolveu-se uma fragilidade de segurança para quem circulava de nascente para poente, o que implicava a perda de prioridade, com paragem obrigatória, de forma a dar prioridade ao movimento de tráfego mais acentuado, que corresponde ao sentido entre a Relva e a Segunda Circular”, afirmou Frederico Sousa, à margem de uma visita ao local.

 

A empreitada, que privilegiou nesta primeira fase o quadrante nascente, que faz a ligação entre a Estrada Regional n. º 1-1.ª e a Segunda Circular de Ponta Delgada, vai promover a melhoria significativa da circulação junto a uma zona de confluência de eixos rodoviários com elevado tráfego, quer em direção a Ponta Delgada, quer em direção às freguesias da costa oeste deste concelho, a que acresce o tráfego em direção ao Aeroporto João Paulo II.

 

Nesse sentido, os trabalhos incluíram a execução de terraplanagens, construção de valetas e demais órgãos do sistema de drenagem, pavimentação, sinalização vertical e horizontal e equipamentos de segurança, bem como a reformulação da iluminação pública para tecnologia LED.

 

Com a reformulação deste nó rodoviário, o Governo dos Açores, através da Direção Regional das Obras Publicas e Comunicações, pretendeu dar resposta a um crescimento de tráfego verificado na rede viária regional de São Miguel, com especial incidência junto ao Nó da Relva, resultante também de um maior número de viaturas a circular nas estradas açorianas, contribuindo assume para a melhoria das condições de segurança rodoviária.

 

Esta empreitada representou um investimento de cerca de 200 mil euros.

 

O estudo e projeto de execução para a reformulação do quadrante poente deste nó, junto à entrada do Bairro Alcindo Alves, já foi adjudicado.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO