Conselho do Governo autoriza lançamento dos concursos públicos para fornecimento de transporte marítimo e exploração do Centro de Processamento de Resíduos da Ilha do Faial

0
22
DR/GACS

DR/GACS

O Conselho do Governo dos Açores autorizou no passado dia 16 de dezembro, o lançamento dos concursos públicos de fornecimento do serviço público de transporte marítimo regular de passageiros e de viaturas entre as ilhas do Faial, Pico e São Jorge, bem como de concessão de exploração do Centro de Processamento de Resíduos da Ilha do Faial.

Segundo o Gabinete de Apoio à Comunicação Social(GACS), o lançamento do concurso público, com publicidade internacional, “tem em vista acelebração do contrato de fornecimento do serviço público de transporte marítimo regular de passageiros e de viaturas entre as ilhas do Faial, Pico e São Jorge e de passageiros entre as ilhas das Flores e Corvo”, bem como,“do serviço de transporte marítimo sazonal de passageiros e de viaturas entre todas as ilhas da Região, com exceção do Corvo”.

“Este concurso terá um prazo máximo inicial de 32 meses, com possibilidade de prorrogação por um período máximo de 12 meses, e um preço base de 38 milhões de euros (€38.000.000,00), dos quais 28 milhões de euros para o período inicial e 10 milhões de euros para o período da prorrogação” revela a mesma fonte.

Neste encontro, foi ainda autorizado o lançamentodo concurso público para a concessão de exploração do Centro de Processamento de Resíduos da Ilha do Faial, que tem como preço base estimado dois milhões e quatrocentos mil euros (€2.400.000,00).

De acordo com a informação disponibilizada, “o presente concurso reitera ainda a adequada gestão dos resíduos, onde se inclui o funcionamento dos Centros de Processamento de Resíduos, como um dos eixos fundamentais da estratégia de desenvolvimento sustentável dos Açores, que passa pelo cumprimento dos objetivos e metas traçadas no Plano Estratégico de Prevenção e Gestão de Resíduos dos Açores, designadamente de redução da produção, de aumento da reciclagem e de redução da eliminação de resíduos em aterro”.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO