Direção Regional dos Assuntos do Mar apoia Formação de nadadores salvadores

0
38

O Concelho da Horta é o primeiro o do arquipélago a receber a formação do curso de
nadador salvador promovido pela Escola de Formação de Nadador-Salvador Profissional
(FEPONS), com o apoio da Direção Regional dos Assuntos do Mar.
O curso tem como objetivo formar e qualificar nadadores salvadores para prestarem serviços de informação, vigilância, salvamento e prestação de socorro nas zonas balneares costeiras do arquipélago.

A Ilha do Faial será a primeira que irá receber a formação do curso de nadador salvador a
decorrer, entre 2 de março e 2 de abril, seguindo-se depois a ilha Terceira, com um curso
agendado para a Praia da Vitória, entre 5 de março e 7 de abril, divulgou a Direção Regional dos Assuntos do Mar ao Gabinete de apoio à Comunicação Social (GaCS).

Também de 18 de março a 23 de abril realiza-se em Ponta Delgada, na ilha de São Miguel, um terceiro curso, enquanto o último terá lugar entre 20 de abril a 21 de maio, em Angra do Heroísmo, na Terceira, divulga a mesma fonte.
Para o Diretor Regional dos Assuntos do Mar, um nadador salvador qualificado, é de grande
importância para “uma maior segurança dos banhistas que procuram as praias de areia preta, as poças e piscinas de origem vulcânica, aproveitando as temperaturas amenas e as paisagens únicas dos Açores”, lê-se em nota enviada a redação do jornal Tribuna das Ilhas.
Segundo Porteiro, “as zonas balneares vigiadas reforçam a atratividade e a qualidade da oferta de lazer quer a residentes, quer a turistas”, acrescentando que propõem também “uma mais valia para a sociedade e para a economia local”.

Em nota, o GaCS revelou ainda que “os cursos de nadador salvador são uma iniciativa da
Escola de Formação de Nadador Salvador Profissional, da Federação Portuguesa de Nadadores Salvadores (FEPONS)”, e contam com a participação da Associação de Nadadores Salvadores dos Açores e o apoio financeiro do Governo dos Açores, através da Direção Regional dos Assuntos do Mar.

Com um investimento definido no valor de 165 euros, é possível realizar este curso, sendo que os formandos “serão comparticipados pela Direção Regional dos Assuntos do Mar, através de apoios entre 35 e 135 euros”, revela o GaCS.
De acordo com o diretor regional, “os apoios concedidos são ‘proporcionais às necessidades
atuais’ de nadadores salvadores, sendo que as ilhas onde se regista uma menor capacidade de atrair estes profissionais são aquelas onde os apoios públicos são maiores, como ‘forma de incentivo’”, avança a mesma fonte.

A FEPONS, explica que os cursos de formação de nadador salvador, destinam-se a maiores de 18 anos que tenham concluído a escolaridade obrigatória.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO