Economia no topo dos pilares estratégicos para 2023

0
54
blank

A valorização do comércio local é fundamental para o Município da Horta e para o desenvolvimento do concelho. Neste desiderato, o Vice-Presidente da Câmara Municipal da Horta realçou a parceria com a Câmara de Comércio e Indústria da Horta, “visando o desenvolvimento de várias iniciativas de estímulo à economia local, num momento de acentuadas dificuldades para o comércio e restauração do concelho”.

Carlos Morais destaca, por exemplo, a realização de três “Sorteios de Natal”, com 12 prémios cada, que permitem, durante a quadra natalícia, estimular as compras nos estabelecimentos do concelho e que culminará a 7 de janeiro com o sorteio final de um Citroën Ami, 100% elétrico, feito com todas as senhas do período do FAIAL ILHA NATAL.
Para o autarca, “pretende-se ainda valorizar o comércio local como fonte de riqueza e identidade da ilha, apostando na formação, qualificação e dinamizando o nosso centro histórico para que possa ser um centro comercial a céu aberto”, afirmou sobre um dos pontos que integra o orçamento da Câmara Municipal da Horta para 2023, demonstrando uma clara aposta na valorização do setor económico.

“A potenciação do desenvolvimento económico do Faial é indiscutivelmente uma das prioridades para o próximo ano”, declarou o Vice-Presidente da Câmara Municipal da Horta, sobre a aprovação dos documentos previsionais do Município para 2023 na última Assembleia Municipal, afirmando ser fundamental “estimular o crescimento económico sustentável, fomentar a criação de emprego e potenciar as condições de atratividade empresarial”.

Nesse âmbito, Carlos Morais destaca que serão desenvolvidas ações orientadas para a competitividade económica e para a promoção do empreendedorismo no concelho, como por exemplo, o projeto de expansão do Parque Empresarial do Faial, desde terrenos, loteamento, projetos de infraestruturas e arruamentos, “associado a um conjunto de incentivos fiscais para dinamizar o tecido empresarial local e atrair novos investidores”.
O responsável municipal pelas áreas da inovação e empreendedorismo sublinhou ainda a importância da START UP FAIAL – Ecossistema de Empreendedorismo, Inovação e Desenvolvimento Económico do Faial, como forma de “atrair novos investimentos e reunir ideias com valor acrescentado e potencial para implementar esta dinâmica, que irá resultar na criação de maior valor, mais emprego, mais empresas e mais riqueza para a Região, tornando-se, assim, uma alavanca prioritária para vencer os desafios da criação de emprego qualificado e do “combate à erosão demográfica”.

Ainda na estratégia económica, o autarca adiantou que “o Município planeia as ações com visão de futuro, por isso vai apostar na consolidação da marca “Horta, Cidade Mar”, considerada capital do iatismo e centro náutico de excelência, através da promoção do concelho da Horta em feiras internacionais de turismo e de náutica, em estreita colaboração com o Clube Naval da Horta, a Portos dos Açores SA. e outros parceiros.
Em 2023, será também dado seguimento à revisão do Plano Diretor Municipal da Horta (PDM), o principal instrumento de ordenamento do território, constituindo-se “um documento fundamental para estabelecer a estratégia de desenvolvimento territorial e a política municipal de ordenamento do território e de urbanismo”, considerou Carlos Morais.
Cumpridos mais de 20 anos da vigência do PDM da Horta, “esta revisão será fundamental para definir um modelo territorial que permita a concretização dos diversos investimentos públicos e privados nos termos do modelo territorial planeado e da estratégia de desenvolvimento territorial que o suporta”, concluiu.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!