Eficiência Energética Horta lança concurso para melhoria da Piscina Municipal

0
10
DR/CMH
DR/CMH

A Câmara Municipal da Horta (CMH), lançou o concurso para a empreitada que visa a melhoria da Eficiência Energética da Piscina Municipal. A empreitada abrange desde a cobertura da estrutura até ao aquecimento dos balneários.

O Município da Horta lançou na passada semana, em Jornal Oficial, o concurso para a empreitada de Melhoria da Eficiência Energética da Piscina Municipal.

Em nota remetida às redações, o autarca José Leonardo referiu que “este é um investimento na ordem dos 720 mil euros, que permite valorizar um equipamento municipal relevante para a promoção da saúde e da atividade física e de bem-estar, no concelho”.

No que respeita ao concurso, a autarquia adianta que o principal objetivo passa por promover “a melhoria da eficiência energética da piscina municipal da Horta”, acrescentando que a intervenção abrange “a cobertura do edifício e nos vãos da infraestrutura”.

“O sistema de desumidificação da piscina será, igualmente, substituído por outro mais eficiente”, frisou.

Com o verão a despedir-se, a autarquia garante ainda que as “caldeiras de aquecimento”, estão igualmente envolvidas nesta requalificação, “incluindo a aplicação de painéis solares para produção de água quente sanitária e de painéis fotovoltaicos para produção de energia elétrica para consumo próprio”.

A finalizar, ao nível da iluminação da Piscina Municipal, a CMH adianta também que está prevista a “substituição das atuais luminárias, por luminárias led”, considerando que todas estas medidas se adequam à melhoria da Eficiência Energética.

Município reúne com entidades para elaborar o Plano e Orçamento para 2021

O Executivo Municipal iniciou, na semana passada, reuniões e encontros com os parceiros sociais do concelho com vista à construção do Orçamento para o próximo ano.

“Nestas reuniões de trabalho foram reforçadas as metas que pretendemos alcançar com estes documentos previsionais e que, mesmo sob os efeitos da pandemia, não podem deixar de respeitar os compromissos que assumimos”, referiu o Presidente da Câmara, José Leonardo Silva.

Já foram ouvidos os conselheiros municipais que integram o Conselho Local de Educação, o Conselho Municipal da Juventude, Ciência e Conhecimento, bem como a Comissão Municipal para os Assuntos do Mar.

Este processo de auscultação iniciou-se reunindo, individualmente, com as 13 juntas de freguesia do concelho, reuniões essas que permitiram aferir do trabalho realizado e programar os investimentos a efetuar pelo Município nas juntas de freguesia, quer em transferências ao abrigo das delegações de competências, quer de fundo próprio.

Ocorrerão ainda reuniões com as representações políticas na Assembleia Municipal da Horta e com as entidades representativas do setor primário do concelho, do comércio e do Turismo. O Plano e Orçamento para 2021 considera os vários projetos e iniciativas de apoio à economia, às famílias e às empresas do concelho.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO