Europeias: ILGA assinala dia contra homofobia com debate entre candidatos

0
4

A ILGA (Intervenção Lésbica, Gay, Bissexual, Trans e Intersexo) Portugal vai assinalar o dia contra a homofobia com um debate entre os candidatos nacionais às eleições europeias para perceber quais as suas posições em matéria de direitos humanos.

A 17 de maio comemora-se o Dia Internacional contra a Homofobia e a Transfobia, data que vai ser assinalada pela ILGA com um debate sobre o tema “Uma Europa para tod@s: inclusão e Direitos Humanos” e para o qual convidou quase todos os partidos nacionais que concorrem às eleições europeias.
Em declarações à agência Lusa, Marta Ramos, da direção da ILGA, adiantou que a associação só não tem confirmação da parte do PSD e do CDS.
Pelo Partido Socialista estará João Albuquerque, pelo PCP/CDU Alma Rivera, Francisco Guerreiro pelo partido Pessoas-Animais-Natureza (PAN), Rui Tavares pelo Livre, Matheus Costa pelo partido Iniciativa Liberal, Bárbara Xavier pelo Bloco de Esquerda e Daniela Antão em representação do partido Aliança.
Questionada sobre a ausência da coligação Basta!, Marta Ramos esclareceu que não foram convidados, tal como o Partido Nacional Renovador (PNR).
“Não vamos dialogar com quem não é possível dialogar [sobre] estas questões”, justificou.
Em relação ao debate, Marta Ramos adiantou que a associação tem sempre essa iniciativa por ocasião de quaisquer eleições, mas admitiu que estas eleições europeias ganham particular importância tendo em conta “a regressão de direitos” a que se assiste na Europa.
“Em particular a perseguição à comunidade LGBT, que está a acontecer em alguns países da União Europeia e, portanto, para nós é importante perceber quem são os candidatos e candidatas nacionais que poderão ter ou programas eleitorais que incluam estas questões em particular ou que têm alguma sensibilidade para tratar estas questões sendo eleitos para o Parlamento Europeu”, apontou.

Na opinião da responsável, Portugal não pode ter um contexto nacional muito positivo e recetivo às questões da comunidade LGBTI e “depois não fazer nada em fóruns internacionais como é a União Europeia”.
Nesse sentido, frisou que o objetivo do debate é não só perceber os interesses destes partidos e candidaturas em matéria de direitos LGBTI, mas também qual o papel que poderão ter a nível europeu.
“O objetivo do debate é informar o eleitorado para um voto consciente também nestas questões LGBTI”, apontou.
O debate está marcado para as 18h30, na Fundação José Saramago – Casa dos Bicos, em Lisboa.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO