Festival Maravilha na Horta de 9 a 11 de junho

0
43

Numa iniciativa das associações culturais Fazendo, Teatro de Giz e Música Vadia, decorre de 9 a 11 de junho na ilha do Faial a primeira edição do Festival Maravilha, um “festival de rua inédito no Faial para promover e celebrar bons encontros entre os que vêm e vão e os que ficam”.

Na conferencia de imprensa de apresentação do certame a organização referiu que “este se trata de um projeto coletivo que nasce da perceção comum de que as manifestações artísticas são um meio universal de convergência e de partilha de histórias, conhecimento e emoções” e que tem como “inspiração”, o porto da Horta enquanto “espaço de confluência de culturas de muitas partes do mundo e, ao mesmo tempo, uma porta aberta para a partilha de realidades distintas”.

“O Festival Maravilha pretende revigorar e aperfeiçoar esta simbiose, criando um evento cultural inovador e contemporâneo que procura fazer da Marina da Horta mais do que um cais de chegadas e partidas, um cais de encontro de experiencias e gentes do mundo”, referem.

Este festival decorre, curiosamente, no ano em que a Marina da Horta comemora 30 anos e agrega um conjunto de experiências ao ar livre no espaço da Marina e território adjacente.

A multidisciplinaridade e a universalidade da linguagem são o fator prioritário do programa que engloba eventos de chamariz de artistas e companhias de dimensão internacional, participação de artistas regionais e locais, uma parada cultural e um festival de comidas de rua.

Importa referir ainda que, já desde o mês de março que a organização abriu concurso para duas residências artísticas cujos artistas selecionados já estão a trabalhar desde o início de maio na Marina da Horta.

Assim, e no que ao programa diz respeito, na quinta e sexta-feira, 9 e 10 de junho, haverá um espetáculo do marionetista Jordi Bertran. Nestes mesmos dias João Paulo Santos protagoniza um espetáculo de dança e acrobacia que decorrerá num palco com um mastro-chinês.

A noite de quinta-feira, primeiro dia do Festival Maravilha, será animada por um baile com os “Las Çarandas”, um grupo de Terras de Miranda.

Na sexta-feira dia 10 de junho Lone Lisbonaires vem ao Faial apresentar a cultura musical afro-americana.

Neste mesmo dia o Teatro de Giz leva à cena “O êxtase do tecelão face à descoberta de uma nova cor”, uma encenação de um dos textos de Howard Barker.

No bar do Clube Naval da Horta a vocalista norte-americana Angie Reed vai atuar, trazendo ao público faialense uma mistura de música eletrónica e rock.

 No sábado, 11 de junho, vai haver chamarritas para todos.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO