Governo dos Açores cumpre compromisso assumido com os agricultores e o Parlamento quanto ao caminho florestal do Pico Gaspar, na Terceira, afirma João Ponte

0
22
DR

O Secretário Regional da Agricultura e Florestas afirmou hoje, na ilha Terceira, que o Governo dos Açores cumpre o compromisso assumido com os agricultores e com os deputados do Parlamento regional relativamente à obra do caminho florestal do Pico Gaspar, que ficará concluída ainda este ano.

“O que move o Governo dos Açores é trabalhar em prol do desenvolvimento do setor agrícola, na melhoria das condições de trabalho dos agricultores, contribuindo para aumentar a eficiência das explorações agrícola e, por essa via, o rendimento dos nossos produtores”, referiu João Ponte, que falava na assinatura do contrato da obra de beneficiação do caminho florestal do Pico Gaspar.

O governante salientou que este investimento, num montante superior a 340 mil euros, insere-se num conjunto de outros investimentos que o Governo Regional está a realizar na ilha Terceira, no âmbito das infraestruturas agrícolas, que ascendem a dois milhões de euros, incluindo  obras da responsabilidade da IROA e obras da responsabilidade da Direção Regional dos Recursos Florestais.

“Estes investimentos justificam-se pela importância que o setor agrícola tem na ilha Terceira. Os agricultores terceirenses produzem cerca de 25% do leite que é recolhido em toda a Região e o setor da carne tem um peso superior a 30% no todo regional”, frisou João Ponte, acrescentando, por outro lado, que estes investimentos do Governo Regional acompanham o esforço que tem sido feito pelos agricultores na Terceira.

João Ponte referiu que, no atual quadro comunitário, no âmbito do PRORURAL+, já foram aprovados na ilha Terceira projetos que representam um investimento global superior a 38 milhões de euros e, durante o mesmo período, entraram para o setor cerca de 70 agricultores, com projetos de primeira instalação.

A intervenção no caminho florestal do Pico Gaspar prevê a repavimentação de uma extensão de cerca de 3.480 metros, beneficiando diretamente mais de duas dezenas de explorações agrícolas, cerca de 70 hectares de pastagens baldias e 30 hectares de área do Perímetro Florestal da Ilha Terceira.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO