Guerra e Comunicação

0
29
Aurora Ribeiro
Aurora Ribeiro

Nunca houve uma guerra tão mediatizada, tão diversamente mediatizada, tão imediatamente mediatizada. Por um lado, nunca o mundo foi tão mediatizado como é hoje e, por outro, já há três décadas que não havia uma guerra tão próxima, geográfica e culturalmente do mundo ocidental que é onde ficam, ao fim e ao cabo, os grandes centros de comunicação globais.

Quem não se lembra quando, há mais de 30 anos, o mundo viu a Guerra do Golfo entrar em direto nas suas casas através da televisão? No entanto, o passo gigante que isto significou em termos tecnológicos não se refletiu necessariamente na qualidade e na transparência da informação veiculada. Era um meio de comunicação demasiado poderoso e tentador para não ser controlado e usado com fins estratégicos, se não militares, certamente políticos e ideológicos.

Este conteúdo é Exclusivo para Assinantes

Por favor Entre para Desbloquear os conteúdos Premium ou Faça a Sua Assinatura