Marta Guerreiro adianta que formação de recursos humanos no turismo abrangeu mais de 800 pessoas em 2019

0
16

A Secretária Regional da Energia, Ambiente e Turismo adiantou, em Ponta Delgada, que a formação de ativos realizada durante o ano de 2019 abrangeu mais de 800 pessoas em todas as ilhas dos Açores.
Marta Guerreiro destacou a importância da Escola de Formação Turística e Hoteleira (EFTH) na realização de ações concretas para a qualificação dos recursos humanos, que considerou ser uma das maiores prioridades do Governo dos Açores face às exigências atuais do destino turístico.
No âmbito do projeto de qualificação e valorização Açores – Certificado pela Natureza, já se realizaram 29 ações, com um total de 1.015 horas, abrangendo 364 participantes, repartidos por sete cursos, nas áreas de Técnicas Base de Produção em Cozinha, Novas Técnicas e Tendências de Cozinha, Housekeeping, Softskills – Cliente Interno e Externo, Marketing Digital e Técnicas Base de Restaurante e Bar.
Acresce ainda a formação de 448 formandos, através de 33 ações, num total de 1.050 horas, em áreas como Planeamento e Gestão de Programas de Turismo, Social Media, Estratégia de Venda Front Office, Atendimento, Gestão de Reclamações, Cozinha Criativa, Enologia ou Informação e Promoção da Região.
A titular da pasta do Turismo falava quinta-feira, à margem do primeiro dia do curso ‘Hotel Business Management’, dirigido a diretores de hotéis, que conta com 20 participantes e decorre até abril, num total de 300 horas, promovido pela EFTH, em parceria com o Turismo de Portugal.
“Esta é mais uma ação que vem dar seguimento ao trabalho levado a cabo no último ano, precisamente pela importância que as pessoas têm num setor como o turismo”, sublinhou a governante, acrescentando que o curso surgiu de uma necessidade identificada juntamente com os parceiros do setor.
Marta Guerreiro, dirigindo-se aos participantes, sublinhou que “o empenho de cada profissional do setor é preponderante para o sucesso do destino” e para “continuar os bons níveis de desenvolvimento do turismo nos Açores.
“Este setor é feito essencialmente por pessoas, são elas que, com o seu entusiasmo e profissionalismo, garantem que consigamos ter um produto de excecionalidade”, frisou.
Com este projeto, pretende-se que os formandos fiquem aptos a exercer as funções de Diretor de Hotel, designadamente ao nível da gestão de operações, da gestão financeira e da gestão de recursos humanos, bem como da comercialização dos produtos turísticos e dos serviços prestados por um hotel.
“Para garantirmos que temos profissionais melhores formados, temos de investir neles e é isso que temos vindo a fazer”, frisou Marta Guerreiro.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO