Municipio da Horta aprova Orçamento no valor de 16,5 milhões de euros inovando com o apoio à natalidade

0
65

A proposta de Orçamento do Município da Horta para o próximo ano foi ontem aprovada por maioria em reunião de Câmara, com 4 votos a favor da vereação da Coligação “Juntos pelo Faial” e 3 abstenções dos vereadores do PS.
“Este é um Orçamento de responsabilidade e de enorme sentido de Estado, pois respeita não só compromissos que foram por nós assumidos em campanha eleitoral perante os Faialenses, mas também aqueles que ficaram por cumprir por parte do anterior executivo camarário e que têm já compromisso assumido pelo Município, como seja o Passeio Pedonal de Porto Pim, resultante do Orçamento Participativo de 2016, a segunda fase da Frente Mar ou a reabilitação da Canada dos Arrendamentos, o Caminho Fundo e o Caminho do Porto em Pedro Miguel ”, citou Carlos Ferreira.
O Orçamento Municipal para 2022 coloca as pessoas e a captação de investimento no centro das preocupações da governação.
Para o Presidente da Câmara Municipal da Horta “os municípios fazem-se de pessoas, a nossa ilha tem que ser para as pessoas, para os jovens, mas sem esquecer os idosos e os mais vulneráveis”, pelo que, adiantou, “o Município avançará de imediato com a sua Estratégia Local de Habitação e com programas de apoio ao arrendamento – “Faial Habita” e à natalidade – “Nascer no Faial”.
Esta medida de apoio à natalidade “dará aos agregados familiares faialenses um apoio de 500,00 € a pagar em dez Vales Compra de € 50,00/cada no primeiro ano de vida da criança, para serem utilizados na aquisição de produtos no comércio local, pelo que é também um apoio aos nossos”, referiu Carlos Ferreira.
No âmbito do apoio aos nossos jovens estudantes do ensino superior “haverá um aumento de 10 para 12 meses do apoio financeiro” e os mais desfavorecidos também não foram esquecidos Câmara Municipal da Horta pelo executivo camarário, através do Fundo de Emergência Social, para fazer face a situações pontuais de carência social.
“No capítulo da captação de investimento e criação de riqueza na ilha destaco neste Orçamento, entre outras medidas, a criação do Gabinete HORTA INVESTIDOR para informar e apoiar os empreendedores e futuros empresários na criação e reforço dos seus negócios, a expansão do Parque Empresarial e a isenção de IMI e IMT para quem pretende investir nesse local”, frisou Carlos Ferreira, para quem a criação da Incubadora Tecnológica da Horta permitirá “uma aposta no empreendedorismo tecnológico na área das SmartCities ou Internet das Coisas”.
O Orçamento agora aprovado pretende transmitir aos Faialenses “o início da mudança” na
governação do Município.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO