Novo Grémio explora Falar Verdade a Mentir, de Almeida Garret

0
39
blank

Fonte: Teatro de Giz

O que é verdade e o que é mentira?

E o que são e onde estão a verdade e a mentira no mundo de hoje, comandado pela grande rede virtual?

Seja cada um de nós capaz de, em si mesmo e para si mesmo, distinguir e encontrar uma coisa e a outra, é o que se espera!

Juntamos a este tão necessário debate interior e colectivo a peça FALAR VERDADE A MENTIR, texto de Almeida Garrett (1799-1854) que cruza elementos muito próprios de uma certa Lisboa do século XIX, mas que certamente também ecoam nas ruas estreitas da nossa pequena urbe.

João Batista da Silva Leitão (mais tarde de Almeida Garrett), poeta, dramaturgo, jornalista, político e dandy, cuja formação literária se iniciou nos Açores, em Angra do Heroísmo, empenhou-se intensamente na renovação do teatro em Portugal, consciente da sua alta função civilizadora, e teve, a partir de 1838, uma grande produção dramatúrgica.

É dessa leva a comédia FALAR VERDADE A MENTIR, com a qual retomamos a temporada ConVersos de Jardim, do nosso Novo Grémio, no dia 2 de dezembro, às 18:30, no Jardim de Inverno da Sociedade Amor da Pátria.

A entrada é livre e todos são bem vindos!