Pedro Miguel – Junta de Freguesia comemora o 1.º Dia da Freguesia e homenageia José da Terra Gomes

0
20
TI

A Junta de Freguesia de Pedro Miguel comemorou, no passado dia 29 de junho, o 1.º Dia da Freguesia. A comemoração ocorreu na zona do Porto de Pedro Miguel, onde foi descerrada uma placa de homenagem a José da Terra Gomes e inaugurada a 1.ª fase de uma obra da freguesia inserida no âmbito de delegação de competências do Município da Horta.

A Zona do Porto foi a zona escolhida pela Junta de Freguesia de Pedro Miguel para comemorar o 1.º Dia da Freguesia. A celebração desse dia aconteceu no passado 29 de junho e serviu para homenagear José da Terra Gomes, um cidadão relevante da freguesia, tendo sido descerrada naquela zona uma placa em sua homenagem.
Ao mesmo tempo, a celebração do 1.º Dia da Freguesia coincidiu com a inauguração da 1.ª fase de uma obra da freguesia inserida no âmbito de delegação de competências do Município da Horta.
Na ocasião, o Presidente da Junta de Freguesia de Pedro Miguel José da Terra Carlos, considerou a cerimónia como “singela, simples”, mas com um significado importante para a junta e para a população da freguesia, isto porque “foi a primeira vez que a Assembleia de Freguesia aprovou a instituição do Dia da Freguesia sob proposta da junta”, o que ocorreu em Abril do presente ano.
Terra Carlos entende que há semelhança do que acontece em outras freguesias da ilha e dos Açores “havia a necessidade de haver um dia que fosse importante celebrar o espírito de comunidade, de união” e daí ter-se estipulado o Dia de São Pedro como o Dia da Freguesia.
“À falta de uma data histórica, o Dia de São Pedro sempre foi comemorado com muitas romarias, sendo quase um feriado na freguesia”, referiu o Presidente da Junta, destacando que “comemorando o Dia da Freguesia com este espírito de união”, entendeu-se “homenagear pessoas, cidadãos da freguesia que têm tido um papel importante na freguesia”.
A este propósito, o Presidente da Junta de Freguesia salientou que a homenagem será prestada a José da Terra Gomes por várias razões “pois foi um senhor que dedicou a sua vida a colaborar com esta autarquia” e também “criou aqui um espaço em que as pessoas passaram a vir para aqui conviver e era ele que as atendia”.
Para Terra Carlos o Sr. José da Terra Gomes “foi sempre uma pessoa disponível, empenhada e que, portanto, merece esta homenagem sentida”.
Destacou ainda o facto de, no âmbito da delegação de competências, a junta ter realizado uma obra aqui no Porto cuja primeira fase é hoje inaugurada “com o intuito de valorizar o espaço”, para além da Pias de Pedro Miguel, tendo para o efeito realizado uma candidatura à Adeliaçor.
Presente na cerimónia esteve José Leonardo, Presidente da Câmara Municipal da Horta, que começou por referir que “estes dias da freguesia servem essencialmente para valorizarmos aquilo que é nosso, para homenagear aqueles que potenciaram a freguesia, mas também para relançarmos ideias e projectarmos o futuro”.
“Estes dias da freguesia já começaram há cerca de 20 anos na freguesia dos Flamengos e posteriormente noutras freguesias”, disse José Leonardo, lembrando que estes dias “marcam as freguesias”.
Salientou ainda o Presidente do Município que “estamos hoje a concluir um projeto chamado Presentes no Concelho, onde tivemos a oportunidade de estar com a Junta de Freguesia, de realizar as reuniões da Câmara e da Assembleia Municipal”, enfim “para estar perto das pessoas”, concluiu.

 

Presidente da Junta de Freguesia de Pedro Miguel intervém na Assembleia Municipal

Aproveitando o facto de a Assembleia Municipal do dia 28 de Junho se ter realizado na freguesia de Pedro Miguel, o autarca local interveio antes do início da mesma considerando uma honra a presença de todo o poder autárquico representativo da ilha na freguesia de Pedro Miguel.
A este propósito referiu que aguarda que “deste Presentes no Concelho fiquem sementes que germinem em obras fundamentais para o progresso da freguesia”.
José da Terra Carlos não deixou de enaltecer na sua alocução o “excecional edifício onde nos encontramos” o qual foi “no âmbito de um contrato ARAAL sujeito a obras de reabilitação e ampliação que, não obstante tenham levado vários anos a concluir, merecem o aplauso e reconhecimento dirigido a todos os intervenientes”, pelo que a “freguesia de Pedro Miguel possui, assim, este espaço digno e amplo, que com a colaboração dos vários organismos, temos a obrigação de potenciar e valorizar”.
Para o Presidente da Junta de Freguesia de Pedro Miguel “volvidos quarenta e dois anos de poder local”, um dos mais importantes desafios que os eleitos nas freguesias se deparam “é o de dignificar o papel das juntas de freguesia, sempre tidas como parentes pobres das autarquias locais, sub-financiadas, dependentes do poder das Câmaras Municipais”.
“Outro desafio do poder local é o de perceber que hoje as necessidades dos cidadãos são maiores e que as infra-estruturas ligadas à saúde, ao ensino, ao lazer, ao desenvolvimento económico e à inovação assumem uma importância fulcral na fixação de população”, disse Terra Carlos na sua intervenção.
Aproveitando a presença de todo o poder autárquico, o Presidente da Junta de Freguesia realçou as preocupações primordiais da sua freguesia tais como “o mau estado caminhos agrícolas/rurais, da responsabilidade do governo e, também, os municipais” e “cerca de 50 Km, a maior parte com piso em saibro, dos quais nenhuma Entidade quer assumir a responsabilidade da sua conservação”.
“A Junta de Freguesia, que tem tentado afincadamente mantê-los conservados, debate-se com a agravante de não ser legalmente permitido utilizar o saibro existente nos terrenos da freguesia”, referiu o autarca.
Um outro aspeto que foi chamado à atenção por José da Terra Carlos prende-se com a burocracia existente, que não se compadece com autarcas que têm o seu emprego, os quais se encontram envolvidos “entre o dever e brio profissionais e a prestação de serviços à sua comunidade”.
No seu discurso o autarca lembrou ainda a necessidade de a freguesia ver potenciado o Pólo do Jardim Botânico, os Charcos, o Paúl, valorizar as antigas Pias do Poço da Faia e o Miradouro no Penedo do Caminho Entre Lombas, bem como a zona de lazer do porto da freguesia, salientando, a este propósito, a importância das delegações de competências da Câmara, e apelando a um aprofundamento e intensificação das mesmas.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO