Presidente do Governo defende que Lusofonia é “identidade de ser”

0
1

O Presidente do Governo Regional dos Açores, José Manuel Bolieiro, considerou hoje, no Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, que a Lusofonia é “identidade de ser” e elo de aproximação entre povos e culturas.

“Este modo de ser e estar que a Lusofonia representa identifica-nos e aproxima-nos”, considerou o governante.

José Manuel Bolieiro falava na sessão de abertura do 34.º Colóquio da Lusofonia, promovido pela Associação Internacional de Colóquios da Lusofonia (AICL), que decorre até sábado em Ponta Delgada.

O “mundo sem geografia” que é a Lusofonia foi enaltecido pelo Presidente do Governo, que deixou uma saudação a todos os lusófonos, “seja qual for o vocábulo que de forma específica possam utilizar na língua”.

O Governo dos Açores, prosseguiu, “estará ao lado” da AICL para “todas as realizações de futuro”, asseverou ainda o Presidente do Governo.

Iniciativas como esta “valem pela qualidade que representam” na literatura e também na “identidade lusófona”, até porque “transportam para o presente todo o legado poético” e “inspiram novas gerações a darem valor e a conheceram aqueles que deram raíz à Açorianidade, Portugalidade e Lusofonia”.

José Manuel Bolieiro elogiou ainda a “resiliência” da AICL, presidida por Chrys Chrystello, elogiando ainda a “simbólica data” de arranque do colóquio deste ano e o “inspirador lugar” do mesmo: o Centro de Estudos Natália Correia, na Fajã de Baixo.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO