Representação Parlamentar do PCP apresenta na ALRAA conjunto de requerimentos relativos à ilha do Pico

0
37

A Comissão de ilha do PCP Pico através da Representação Parlamentar do PCP apresentou, na Assembleia Legislativa Regional, um conjunto de requerimentos relativos à ilha do Pico que refletem as preocupações de todos os picoenses. Os alertas que foram levantados são questões que não são novidades para o Governo Regional, uma vez que muitas das nossas preocupações faziam parte de programas ou promessas eleitorais.
Trabalhadores da COFACO
A Representação Parlamentar do PCP no plenário do mês de junho da Assembleia Regional apresentou a urgência de uma tomada de posição da ALRAA exigindo ao Governo da República o cumprimento do regime especial e transitório de facilitação do acesso, majoração de valor e prolongamento da duração de apoios sociais aos trabalhadores despedidos da Fábrica COFACO do Pico. Não tendo ainda sido aplicado o regime especial e transitório de apoios sociais aos trabalhadores despedidos da Fábrica COFACO do Pico, a RPPCP propôs e foi aprovado por unanimidade pela ALRAA que se exigisse ao Governo da República o cumprimento urgente desses apoios sociais, devendo ser aplicados até ao final do mês e com atribuição dos respetivos retroativos ao mês em que os antigos trabalhadores da COFACO deixaram de auferir o subsídio de desemprego. Este também é o resultado da luta, da persistência e da atitude de não baixar os braços dos antigos trabalhadores da COFACO que durante estes últimos dois anos não desistiram. Esta conquista é deles.
Nova Fábrica da COFACO
A COFACO tinha antes da restruturação cerca de 200 trabalhadores a laborar na Ilha do Pico. É do conhecimento público que está em curso um plano para a construção de uma nova fábrica da COFACO na Ilha do Pico. A última informação que foi dada, é sobre a entrada de um suposto projeto na Câmara Municipal da Madalena. O Secretário do Mar veio a público afirmar que estava confiante com esta construção e a administração afirmou em comissão que esta nova fábrica estava iniciava atividade em janeiro de 2020, não passam de mais ilusões e mentiras aos trabalhadores que muitos deram para aquela empresa. Impõe-se, portanto, que os trabalhadores da COFACO bem como a população em geral sejam devidamente esclarecidos por parte da administração da COFACO e pelo Governo Regional sobre qual o futuro desta empresa, tendo em conta o impacto económico que a mesma tem na Ilha do Pico.
Centro de Saúde da Madalena
A Unidade de Saúde da ilha Pico, situada na Madalena é o exemplo claro de desorganização e incoerência. Já por diversas vezes a RPPCP recebeu denúncias de picoenses que tiverem de ser deslocados para o Hospital da Horta, por falta de especialistas na USIP para fazer determinados exames ou consultas, como por exemplo as consultas de Obstetrícia. Também é do nosso conhecimento que não é por falta de equipamentos ou infraestruturas que estas consultas/exames/outros procedimentos não acontecem, é por falta de pessoas que as saibam fazer. Desta forma a RPPCP, vem colocar as preocupações do picoenses que observam os seus cuidados de saúde primários a serem descorados devido à falta de Recursos Humanos.
Centro de Saúde das Lajes do Pico
As intervenções feitas no Centro de Saúde das Lajes do Pico nunca resultaram numa solução razoável. Por mais que se invista, por mais milhões que se gastem, será sempre muito difícil que um espaço que não foi planeado, nem criado para esse fim, seja no futuro o Centro de Saúde com qualidade que faz falta ao concelho das Lajes do Pico e à Ilha do Pico. É de conhecimento público que o Centro de Saúde das Lajes do Pico era um dos Centros de Saúde com piores condições da Região Autónoma dos Açores. Urge, portanto, encontrar soluções efetivas para dar resposta a este problema que afeta utentes e trabalhadores. A opção do Governo Regional foi mover o Centro de Saúde para o antigo edifício da escola das Lajes, a questão que impõem é que este edifício também não tem condições para um centro de saúde. Assim, para a Representação Parlamentar do PCP torna-se urgente a construção de um novo Centro de Saúde nas Lajes do Pico, com qualidade, quer na construção quer em funcionalidade, e de fácil acesso, que permita a prestação de cuidados de saúde modernos e disponibilize aos profissionais de saúde melhores condições de trabalho e motivação.
A Comissão de Ilha do PCP Pico está atenta aos problemas da ilha e procura atuar em várias instâncias, considerando que muitos destes projetos foram levantados pelo PCP como por exemplo a construção do novo Centro de Saúde das lajes ou a contratação de mais técnicos superiores para o Serviço Regional de Saúde, estas propostas foram constantemente chumbadas pela maioria socialista em diversas ocasiões. Ainda sumamos a questão da COFACO que é uma luta antiga do PCP e dos seus trabalhadores, porque continuamos a defender uma estratégia com futuro para a ilha do Pico. Pretendemos reafirmar a necessidade, o compromisso e a prioridade de intervir política e institucionalmente sobre estas questões que fazem parte das preocupações de todos os açorianos, mas em particular de todos os picoenses.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO