SESSÃO PLENÁRIA DE ABRIL – Modelo atual de transporte “serve bem a Região” afirma Isabel Rodrigues

0
3

Na sessão plenária de abril que decorreu na passada semana na Horta, Secretária Regional Adjunta da Presidência para os Assuntos Parlamentares defendeu que o “atual modelo de transporte marítimo tem latitude suficiente para acomodar eventuais alterações que se afigurem necessárias”.

No debate lançado pelo Grupo Parlamentar do CDS-PP referente ao modelo alternativo de transporte marítimo de mercadoria nos Açores, que acabou por ser rejeitado, Isabel Rodrigues reforçou que “a avaliação do modelo é um exercício que o Governo dos Açores faz em permanência”, salientando que “sempre que sejam identificadas necessidades de introduzir aperfeiçoamentos e melhorias, o modelo tem capacidade para acomodar, o Governo cá está, porque o Governo está aqui para servir cada vez melhor os Açorianos, de Santa Maria ao Corvo”, frisou.

No entender da Secretária Regional, “este é um modelo que serve bem a Região”, tendo em conta que se apresenta como “um modelo abrangente e que consagra um conjunto de princípios que são essenciais e dos quais o Governo dos Açores não pretende abdicar”, adiantou.

No que aos princípios deste modelo diz respeito Isabel Rodrigues destacou como prioridades “a continuidade do serviço, a igualdade do custo, o conjunto de obrigações que estão consagradas e que asseguram um tratamento igual para todas as nove ilhas, independentemente da dimensão demográfica e económica e da localização geográfica de cada uma delas”, disse.

Sobre este assunto, ainda no debate do parlamento açoriano, André Rodrigues do Grupo Parlamentar do PS  lembrou que “já existem diversos estudos sobre o transporte marítimo de carga nos Açores”, defendendo que “o modelo funciona bem e, por isso, não faz sentido encomendar mais estudos”.

Na ocasião o deputado socialista lamentou o facto de a oposição ter deixado no ar a ideia de nos Açores não haver estudos feitos nesta matéria de transportes, chamando a atenção dos deputados, que “existem estudos da Rinave, da BMT, da Câmara de Comércio, entre outros, que indicam claramente o caminho para o desenvolvimento dos transportes marítimos de mercadorias nos Açores”.

José Ávila do PS também se juntou ao debate para defender “a manutenção do atual modelo de transporte marítimo de mercadorias”, por considerar que este é o “melhor modelo que já esteve em prática nos Açores”, reforçando que o mesmo se assume como um “incentivo às exportações”.

“Sabemos que existem várias opiniões. Sabemos que não somos donos da verdade. Sabemos que o atual sistema de transportes marítimos de cabotagem insular não será o melhor do mundo. Mas sabemos também que este modelo é o melhor que esteve em prática, até hoje, na Região Autónoma dos Açores”, garantiu o deputado socialista.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO