Vice-Presidência do Governo concedeu 3,5 milhões de euros em programas de apoios habitacionais em 2021

0
23

A Vice-Presidência do Governo Regional dos Açores, através da Direção Regional da Habitação, concedeu, durante o ano de 2021, 3,5 milhões de euros em programas de apoios habitacionais.

Durante 2021, foram concedidos 3,1 milhões de euros a 196 famílias Açorianas através do Programa Casa Renovada, Casa Habitada.

Este programa permite efetuar o pedido de apoio à reabilitação de habitação própria permanente, sendo que o apoio financeiro reveste a forma de subsídio reembolsável e não reembolsável e é concedido a pessoas singulares constituídas em agregados familiares cuja situação socioeconómica não lhes permita procederem às intervenções.

Segundo Artur Lima, trata-se de “uma média de quase 16 mil euros por agregado familiar para a recuperação da sua habitação”.

“É um apoio muito significativo”, frisa.

Relativamente ao programa de apoio à habitação própria e permanente, a Vice-Presidência do Governo apoiou oito famílias Açorianas, em cerca de 170 mil euros na comparticipação da aquisição de habitação própria.

Por sua vez, foram apoiadas 15 famílias, em cerca de 280 mil euros, através do programa de apoio à construção de uma habitação própria de raiz, adequada ao agregado familiar, em lote infraestruturado e cedido pela Região ou em lote de que o candidato seja o proprietário.

“Os programas de aquisição de habitação própria e de autoconstrução cumprem o objetivo deste Governo que é o de apoiar as famílias e dar o impulso necessário à classe média e aos mais jovens”, considera o governante.

Para o Vice-Presidente do Governo, o “XIII Governo Regional, num ano, valorizou a função social da habitação”, respeitando “integralmente” o “princípio de que o acesso à habitação é um direito transversal aos Açorianos de todas as condições sociais”.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO