Açores registam o maior número de colocações de emprego numa década

0
118
Duarte Freitas

A Secretaria Regional da Juventude, Qualificação Profissional e Emprego acaba de divulgar que o mês de junho foi aquele em que ocorreu o maior número de colocações de emprego, ou seja, de resposta a ofertas de trabalho desde 2011, desde que há registo pelos serviços públicos de emprego da Região.

De acordo com o resumo estatístico sobre o desemprego registado nos Açores, foram satisfeitas 222 ofertas de emprego das empresas, esforço que se refletiu na colocação de 257 Açorianos no mercado de trabalho, o valor mais elevado dos últimos 10 anos, observado num único mês.

 

Os valores significam um aumento de 52% no caso das colocações no mercado de trabalho, do mês de maio para junho de 2021 e um crescimento de 45% no que diz respeito a ofertas de emprego, durante o mesmo período.

Já na variação homóloga (junho de 2021 face ao mesmo mês de 2020), verifica-se um aumento significativo na colocação de trabalhadores, na ordem dos 92% (91,8%).

A taxa de colocação, isto é, postos de trabalho colocados sobre postos de trabalho solicitados, independentemente da data de entrada dos pedidos, atingiu 82% no mês de junho, significando que oito em cada 10 pedidos de trabalhadores pelas entidades empregadoras foram satisfeitos, com candidatos apresentados pelo Centro de Qualificação e Emprego da Região.

Segundo os dados estatísticos, foram registadas ainda, colocações em todas as ilhas dos Açores, destacando-se São Miguel, Terceira, Pico e Faial, que no seu conjunto observaram a grande maioria das colocações no mês de junho.

Estes são dados considerados muito positivos, face ao atual contexto pandémico, que devem ser valorizados, no âmbito do processo de relançamento da atividade económica, podendo ser um forte incentivo na continuidade do trabalho que está a ser desenvolvido pelo XIII Governo Regional dos Açores.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO