Aprovado por unanimidade Voto de Pesar apresentado pelo PS/Ponta Delgada pelo falecimento de André Bradford

0
12
DR

Os vereadores do Partido Socialista na Câmara Municipal de Ponta Delgada apresentaram esta terça-feira um voto de pesar pelo falecimento, prematuro e inesperado, do eurodeputado açoriano, tendo o mesmo sido aprovado por unanimidade.

André Bradford, “figura incontornável do panorama político regional”, faleceu no passado dia 18 de julho, aos 48 anos de idade, “deixando particular consternação em todos os quadrantes da sociedade açoriana”.

“De inteligência ímpar, carácter harmonizador, enorme energia e um humor perspicaz, André Bradford era por todos reconhecido como depositário de uma ampla formação pessoal e cultural, um orador e parlamentar excecional, sendo respeitado por todos quantos tiveram o privilégio de com ele esgrimir ideias”, referem os socialistas.

Licenciado em Comunicação Social e Cultural, pela Faculdade de Ciências Humanas, da Universidade Católica Portuguesa, o socialista era ainda Mestre em Teoria e Ciências Políticas. Enquanto jornalista do ‘Diário de Notícias’ e do ‘Açoriano Oriental’, foi-lhe, pelos seus pares, reconhecida ampla visão crítica, capacidade de escrita e extraordinária competência.

Enquanto militante e Dirigente do Partido Socialista dos Açores, André Bradford exerceu, de forma dedicada, relevantes funções públicas ao serviço do Governo Regional dos Açores, e ainda enquanto líder do Grupo Parlamentar do Partido Socialista dos Açores.

Designado pelo Partido Socialista dos Açores para integrar a lista nacional do Partido nas eleições Europeias, de 26 de maio, André Bradford tomou posse como Deputado Europeu a 2 de julho, onde garantiu presença permanente na Comissão da Agricultura e do Desenvolvimento Rural, da Comissão das Pescas e da Delegação para as Relações com os Estados Unidos, sendo membro suplente da Comissão do Desenvolvimento Regional e da Delegação para as Relações com o Canadá.

André Bradford era um modelo de dedicação e entrega à causa pública, um regionalista e europeísta que se distinguiu por uma duradoura procura da perfeição na intervenção política, sendo o seu desaparecimento uma enorme perda para os Açores, para Portugal e para a Europa.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO