Arquipélago – Centro de Artes Contemporâneas assinala reabertura ao público com exposição coletiva

0
6

A Direção Regional da Cultura, através do Arquipélago – Centro de Artes Contemporâneas, na Ribeira Grande, assinala a reabertura deste espaço cultural com a exposição “Desvendar: uma mostra da Coleção Arquipélago”.

A mostra, que estará patente de 21 de junho a 6 de setembro, oferece a oportunidade de apreciar obras do acervo do Arquipélago nunca antes expostas, num total de 20 obras de 13 artistas.

Os artistas do espólio desta seleção de obras são oriundos da América do Sul, como Barrão e Amália Pica, da África do Sul, como Nicholas Hlobo, de Portugal continental, como João Pedro Vale, Miguel Pacheco e Noémia Cruz, assim como artistas de diferentes ilhas dos Açores, nomeadamente Vera Bettencourt, da Graciosa, Rui Melo e Sandra Rocha, da Terceira, André Laranjinha, Sofia de Medeiros, Joe Lima e Maria José Cavaco, de São Miguel.

Esta mostra, que regista um ponto de intercâmbio cultural transatlântico, onde se destaca a sua programação cruzada a nível regional, nacional e internacional, agrega traços cruzados, une pontos artísticos, linguísticos, sociais, políticos e territoriais, e compila diversificados trabalhos realizados por artistas de nacionalidades distintas.

Diogo Aguiar, comissário da exposição, salientou que se pretende com esta mostra “criar um percurso através de algumas peças da coleção, dando a conhecer ao público visitante alguns fragmentos informativos sobre as obras, bem como algumas das relações plausíveis entre elas, de modo a que cada um possa desvendar um pouco do acervo de arte contemporânea dos Açores em contexto expositivo’.

O Arquipélago encontra-se aberto desde 26 de maio e reúne todas as condições para receber visitantes.

A entrada na exposição é gratuita aos domingos e nos restantes dias tem o custo de três euros.

A Direção Regional da Cultura informa que este e outros eventos estão disponíveis para consulta na Agenda Cultural do Portal CulturAçores, no endereço www.culturacores.azores.gov.pt.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO