Autoridade Regional de Saúde – Detectados 72 casos positivos na Região um deles já recuperado

0
70
DR

A Autoridade de Saúde Regional informa que, de acordo com análises realizadas nos dois laboratórios de referência dos Açores, para além do caso positivo identificado terça-feira e comunicado no ‘briefing’ diário, foi diagnosticado mais um caso positivo de COVID-19 na ilha Graciosa.

O caso diagnosticado na ilha Graciosa reporta-se a um indivíduo do sexo feminino, de 21 anos, com história de viagem ao exterior da Região e que se encontrava de quarentena. A sua situação clínica apresenta-se estável e encontra-se no domicílio.

Os casos estão a ser acompanhados pelas Delegações de Saúde Concelhias, estando em curso os procedimentos definidos para caso confirmado e de vigilância de contactos próximos.

Até ao momento, já foram detetados na Região um total de 72 casos, constatando-se 1 recuperado e 71 casos positivos ativos para infeção pelo novo coronavírus SARS-CoV-2 que causa a doença COVID-19, sendo 35 em São Miguel, 10 na ilha Terceira, 4 na Graciosa, 7 em São Jorge, 10 no Pico e 5 no Faial.

A Autoridade de Saúde Regional alerta a necessidade de serem cumpridas todas as recomendações já tornadas públicas a este propósito, em especial a de, em caso de sintomas, não procurar um Hospital ou Unidade de Saúde, mas ligar para a Linha de Saúde Açores – 808 24 60 24.

Para mais informação, deve ser consultado o site criado pelo Governo dos Açores no âmbito da pandemia, em http://covid19.azores.gov.pt, ou a página de Facebook da Direção Regional da Saúde, em https://www.facebook.com/DirecaoSaudeAcores/.

O Governo dos Açores disponibiliza ainda a Linha Açores de Esclarecimento Não Médico COVID-19, com o número 800 29 29 29, que pode ser utilizada entre as 08h00 e as 20h00, todos os dias da semana, e a Linha RIAC 800 500 501, que funciona de segunda-feira a sábado, das 09h00 às 22h30, e aos domingos, das 10h00 às 22h30.

Está disponível, também, o endereço de correio eletrónico esclarecimentocovid19@azores.gov.pt para esclarecimentos sobre as medidas adotadas na Região para fazer face à pandemia do novo coronavírus.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO