BE apoia técnicos de diagnóstico e lamenta chumbo do PS a proposta que respondia a reivindicações

0
6

O líder do Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda esteve ao lado dos técnicos de diagnóstico e terapêutica que se manifestaram hoje em frente ao parlamento dos Açores. António Lima apoia a luta destes profissionais de saúde e lamenta que, ainda ontem, no âmbito do Orçamento Suplementar, o PS tenha chumbado uma proposta do BE que respondia às suas reivindicações.

A proposta apresentada pelo BE introduzia no Orçamento a garantia a contagem de todo o tempo de serviço, independentemente do vínculo, e independentemente da avaliação, e obrigava o Governo a iniciar negociações com base nestes pressupostos.

“Numa altura em que tanto se elogia os profissionais de saúde e que têm recebido palmas, elogios e votos de congratulação”, o deputado do BE considera que “é preciso mais do que isso, é necessário que a carreira dos técnicos de diagnóstico e terapêutica seja reconhecida, que tenha uma perspetiva de evolução futura, e que não se apaguem os anos de serviço já prestado”.

“Esse reconhecimento tem que ser traduzido na estabilidade de vida, nas condições de trabalho”, acrescentou o líder do BE, que saudou “a capacidade de mobilização” destes profissionais, que conseguiram uma greve com 100% de adesão.

António Lima deixou palavras de incentivo à luta destes trabalhadores: “O facto de estarem aqui, hoje, fará com que a indisponibilidade do Governo para o diálogo e para reconhecer as vossas reivindicações se vá esbatendo. Se não desistirem, os resultados acabarão por surgir”.

O BE lamenta as declarações de Vasco Cordeiro, que disse hoje que “as pretensões de carreira profissional estão a ser devidamente analisadas”, quando, ainda ontem, o PS chumbou uma proposta que mandatava o Governo para, precisamente, analisar e negociar com os sindicatos as reivindicações destes trabalhadores do sector da Saúde.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO