Biodiversidade dos Açores acrescenta valor Ambiental à Europa, defende André Bradford

0
50

O candidato do PS/Açores às eleições Europeias do próximo dia 26 de maio defendeu, esta terça-feira, na cidade da Horta, que a “biodiversidade dos Açores acrescenta valor Ambiental à União Europeia”.
André Bradford falava após visitar o Jardim Botânico do Faial, cuja missão está ligada à conservação e estudo da flora natural dos Açores, à divulgação científica e à educação ambiental.
De acordo com o candidato Socialista, este Centro Ambiental “destaca-se ao nível da comunidade escolar”, pelo “papel muito relevante no âmbito da educação ambiental e também da preservação e conservação das espécies que nos são endémicas”, uma vez que o Jardim Botânico possui “um banco de sementes que atinge 12 milhões de sementes de cerca de 60 espécies vegetais endémicas”.
Contando com cerca de 10 mil visitantes por ano, o “Jardim Botânico do Faial tem contado com o apoio, através de projetos financiados, do programa ‘Life’, ao nível da União Europeia”, lembrou o candidato do PS/Açores.
“Este é um caminho que já tem sido percorrido e que importa intensificar e continuar a percorrer nos próximos anos, uma vez que a conservação das espécies é também uma forma de vincarmos a nossa identidade e de prosseguirmos neste esforço de sustentação ambiental que nos caracteriza e é um dos nossos patrimónios fundamentais enquanto territórios pertencentes à União Europeia e que acrescentam valor à biodiversidade da União Europeia”, destacou.
Sendo os Açores a região com mais entradas a nível da biodiversidade, o Socialista afirma que “nós trazemos, desse ponto de vista, algo que a União Europeia não teria, uma vez que somos uma montra do Atlântico junto da União Europeia”.
“Isso tem de ser valorizado, como tem sido, por nós, também recorrendo a apoios existentes na União Europeia, um caminho que prosseguirei ao longo dos próximos cinco anos, enquanto for o representante dos Açores no Parlamento Europeu”, assegurou o candidato do PS/Açores às eleições europeias de 26 de maio, André Bradford.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO