Cães vadios voltam a causar prejuízos nas freguesias do Capelo e Praia do Norte

0
10

Uma matilha de cerca de quatro cães vadios, voltou a causar prejuízos, desta feita na freguesia do Capelo.

A denúncia chegou ao Tribuna das Ilhas, através do cidadão daquela freguesia Ricardo Furtado, que enviou também uma exposição para a GNR/SEPNA, Câmara Municipal da Horta, Governo Regional e respetivas direções regionais do ambiente e da agricultura.

Segundo Ricardo Furtado, “em meados do passado mês de setembro, uma matilha de cerca de quatro cães de raça indiferenciada de porte médio-grande voltou a atacar e matou uma bezerra na freguesia do Capelo, no concelho da Horta”, avança.

O cidadão denuncia ainda que “para além do prejuízo económico causado ao lavrador, a população da freguesia do Capelo voltou a sentir a sua segurança e a das aves e cabeças de gado ameaçadas”, refere Ricardo Furtado.

O capelense, na nota enviada às redações lembra que também “em abril de 2015, conforme constatado numa reportagem da RTP Açores, transmitida a 23 de abril, esta mesma matilha de canídeos vitimou gado caprino, aves e bezerros na freguesia vizinha da Praia do Norte”.

No entender de Ricardo Furtado, “os ataques frequentes têm privado as comunidades do Capelo e da Praia do Norte do exercício dos direitos de mobilidade e segurança na sua plenitude, bem como condicionado a atividade agrícola” e lamenta que “apesar do referido assunto já ter sido exposto à Câmara Municipal da Horta, ao Governo Regional, ter sido discutido na Assembleia Municipal da Horta de 30 de abril de 2015 e merecido a atenção de diversos meios de comunicação social o problema subsiste, podendo, inclusive, agravar-se pelo crescimento da matilha”, frisa.

A finalizar o cidadão apela às entidades competentes “que mobilize os seus melhores esforços para capturar os cães e devolver a merecida tranquilidade e segurança às comunidades do Capelo e da Praia do Norte”. 

 

Subscreva a nossa assinatura.

https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLScF1d_clSmrQ16Tj0nvB7RJMzSS4JV3xf0WoCWtiykBM8hEKA/viewform

Para mais informações [email protected]AIL.COM

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO