CDS-PP saúda os peticionários que pretendem fibra ótica nas freguesias de Santo Antão e do Topo em São Jorge

0
24
DR/CDS
DR/CDS

A deputada Catarina Cabeceiras, do Grupo Parlamentar do CDS-PP, realçou nesta quarta-feira “o mérito dos peticionários pela apresentação da petição relativa à cobertura de fibra ótica nas freguesias de Santo Antão e do Topo, pois sem dúvida que a mesma constituiu um importante contributo para trazer este assunto à agenda política e promover uma união de esforços para se ultrapassar este constrangimento”.

O Grupo Parlamentar do CDS-PP reconheceu a necessidade exposta pelos peticionários, uma vez que “as duas freguesias apresentam uma situação de isolamento geográfico da Ilha de São Jorge, pelo que a melhoria das comunicações será um garante de melhores oportunidades para os cidadãos e empresas”, necessidade essa que é potenciada pela pandemia que nos assola, que obrigou muitas pessoas a adotar o teletrabalho. Catarina Cabeceiras, deputada eleita pela ilha de São Jorge, frisou ainda que “a melhoria das comunicações é fundamental para o funcionamento de vários serviços como a escola e o posto médico, bem como as indústrias que lá existem e exigem uma resposta adequadas”.

A deputada recordou que o CDS-PP havia dirigido um requerimento ao Governo Regional em junho de 2020, no sentido de perceber qual o ponto de situação da cobertura de fibra ótica na Ilha de São Jorge.

De acordo com Catarina Cabeceiras, “foi percetível o empenho dos deputados nos trabalhos da comissão e a disponibilidade do Governo Regional que irá avaliar a possibilidade de integrar esta situação no âmbito do novo quadro comunitário, assim como o Município da Calheta também se mostrou empenhado”, o que a leva a crer que “a conjugação de esforços entre cidadãos e instituições seguramente permitirá que se resolva esta questão”.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO