CHEGA: “Açorianos querem que o Estado seja mais eficiente com as ferramentas que tem”

0
17
DR/CHEGA
DR/CHEGA

CHEGA/Açores

O CHEGA denunciou ontem na Assembleia Legislativa Regional que “não faz sentido” a criação de um fundo regional do ambiente, apresentado pelo PAN, quando o governo regional apresentou a criação de um regime jurídico-financeiro de apoio à emergência climática.

Para o deputado José Pacheco “o CHEGA é contra este tipo de coisas” e reforçou que “andamos a reclamar ao governo regional que reduza a máquina partidária e agora queremos criar mais máquina? Não faz sentido”.

Aliás, referiu que “os cinco mil açorianos que votaram no CHEGA foi devido às nossas convicções para se reduzir a máquina do estado”.

Durante a discussão do fundo regional do ambiente, José Pacheco fez questão de sublinhar que “quando temos um diploma – que vamos discutir a seguir – em que podemos fazer praticamente o mesmo, esse é o caminho. Não é por capricho que vou votar contra a proposta do PAN, é porque as pessoas que votam em mim e no CHEGA estão à espera que não se aumentem lugares na administração, nem lugares em comissões, nem lugares em grupos”.

Na prática, revelou o parlamentar, o nosso eleitorado “está à espera que a máquina do estado seja muito mais eficiente com as ferramentas que tem”, referiu ao lembrar que os cinco mil votos que elegeram o CHEGA para estar presente na Assembleia Legislativa Regional esperam que essa seja uma das bandeiras do deputado que elegeram.