Coligação “Acreditar no Faial” – Vereadores da oposição propõem medidas para melhorar qualidade da água

0
49

Os vereadores do PSD eleitos pela Coligação Acreditar no Faial entregaram na Câmara Municipal da Horta, um voto de recomendação com medidas para melhorar a qualidade da água na ilha do Faial.

Com a apresentação desta proposta, a coligação reitera a sua preocupação com a qualidade da água e considera que o abastecimento, conservação e captação da água devem ser prioridade do município.

As ilhas dos Açores são muito ricas no recurso hídrico, como se pode comprovar pela inúmeras nascentes e lagoas que existem no arquipélago. Na ilha do Faial existem mais de 50 nascentes de água que são captadas pela Câmara Municipal para abastecimento da rede pública municipal.

No ano 2019, foram vários os episódios de problemas com o abastecimento de água na ilha, tais como contaminações por bactérias, água com tonalidade castanha quando chove, e ainda o odor forte a lexívia, fruto da desinfeção da água para resolver outros problemas.

A legislação nacional prevê que o abastecimento de água seja uma competência dos municípios.

Na iniciativa apresentada, os vereadores relembram que “esta foi uma das nossas exigências, e também do grupo municipal do PSD para a viabilização do Plano e Orçamento Municipal de 2020”.

“Foi entregue um requerimento a pedir mais esclarecimentos sobre este assunto, em dezembro de 2019 e passados 7 meses ainda não obtivemos resposta”, denunciam os vereadores.

Os vereadores da Coligação defendem “a necessidade de uma intervenção nas captações de água, melhorando as mesmas, através da colocação de pontos para a remoção de resíduos e o aumento do número de captações de nascentes”.

No documento, Carlos Ferreira, Estêvão Gomes e Sandra Goulart, recomendam ainda “a formação dos colaboradores que desempenham funções nesta área” e “estabeleça um plano local dos recursos hídricos com informação sobre a água da ilha”.

Os vereadores da coligação reconhecem que “a qualidade da água é mais um aspeto que torna a ilha mais amiga do ambiente, promove a conservação dos recursos naturais, potencia a sustentabilidade do concelho e engrandece a imagem da ilha junto da população e dos visitantes”.

A proposta de recomendação será debatida na reunião do executivo na próxima quinta feira.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO