Costa salienta crescimento de Portugal forte no final do ano e acima das previsões

0
7
DR
O primeiro-ministro considerou hoje que a economia portuguesa registou um crescimento de 2% em 2019, que foi “particularmente forte” na parte final do ano e acima das previsões de analistas e dos principais organismos internacionais.Esta posição foi transmitida por António Costa na sua conta pessoal na rede social “Twitter”, depois do Instituto Nacional de Estatística (INE) ter estimado que a economia portuguesa cresceu em 2019 uma décima acima das previsões do próprio Governo.

“Acima das previsões e superando as expectativas dos analistas e principais organismos, a economia portuguesa cresceu 2% em 2019, com um final de ano particularmente forte. Os números falam por si: É o terceiro ano consecutivo em que convergimos com a União Europeia”, escreveu o primeiro-ministro.

Segundo António Costa, a divulgação destes dados constitui uma “boa notícia para Portugal”.

“É o resultado do esforço das empresas e dos trabalhadores portugueses. Confirma que estamos no caminho certo”, sustentou António Costa.

De acordo com o INE, no quarto trimestre de 2019 o PIB nacional cresceu 2,2% em termos homólogos (comparação com o mesmo período de 2018) e 0,6% em cadeia (relativamente ao terceiro trimestre de 2019).

Os números hoje divulgados pelo INE superam em uma décima os estimados pelo Governo, Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE), Fundo Monetário Internacional (FMI) e Conselho das Finanças Públicas, mas estão em linha com a previsão do Banco de Portugal e da Comissão Europeia.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO