De 22 a 26 de outubro – Faial recebe Final do Torneio Nacional de Futebol de Rua

0
48
Apresentação do evento no Faial

Cerca de 300 participantes entre jogadores, promotores distritais, treinadores, árbitros e voluntários, em representação de 23 equipas de 16 distritos do Continente e dos Açores e Madeira estão reunidos no Faial naquela que é a final do Torneio Nacional de Futebol de Rua.
A 16.ª edição deste evento  desportivo, que visa a inclusão de pessoas em fragilidade social, termina a 26 outubro e é promovido pela Associação Cais numa parceria com o Governo dos Açores e com a Câmara Municipal da Horta.

Entre os dias 22 e 26 de outubro, o Faial recebeu a final do Torneio Nacional de Futebol de Rua.
Este torneio reuniu cerca de 300 jogadores e outros intervenientes em representação de comitivas dos Açores, Aveiro, Beja, Braga, Castelo Branco, Coimbra, Évora, Faro, Guarda, Leiria, Lisboa, Madeira, Portalegre, Porto, Santarém, Setúbal, Viseu e Viana do Castelo e ainda das comitivas convidadas de Inglaterra e do México, no Fayal Sport Club.
O evento promovido pela Associação Cais, nesta sua 16.ª edição contou com a parceria do Governo Regional do Açores e da Câmara Municipal da Horta e incluiu ainda um Torneio Feminino de Futebol de Rua e um conjunto de atividades culturais, recreativas e educativas.


Nesta final participam as 23 equipas apuradas na fase local do Torneio, que decorreu em todo o país entre março e junho, que envolveu perto de 1500 participantes de mais de 150 organizações da sociedade civil.
Para o diretor Regional da Juventude a realização, nos Açores, da fase final do Torneio Nacional de Futebol de Rua “corresponde, na prática, ao reconhecimento externo das políticas de juventude desenvolvidas pelo Governo dos Açores”.
Lúcio Rodrigues, destacou o “caráter inclusivo da modalidade e deste torneio, em concreto”, que tem como objetivo “promover a capacitação e inclusão de pessoas em situação de fragilidade social”, salientando que a Região “esteve disponível desde a primeira hora para colaborar com a Associação Cais, promotora do Futebol de Rua no nosso país”, realçando ainda a “sinergia criada com a Câmara Municipal da Horta, no sentido de concretizar este grande evento, um exemplo na forma como o Governo dos Açores se articula com o poder local”, observou.
“Para além da prova desportiva em si, e porque o público-alvo são jovens em risco de exclusão social, teremos também um rico conjunto de atividades culturais, recreativas e educativas, que permitirão a estes jovens conhecer um pouco melhor a realidade açoriana e a refletir sobre as virtudes de uma integração plena na sociedade, em termos dos seus próprios projetos de vida”, adiantou Lúcio Rodrigues.
O Futebol de Rua é um projeto que visa a inclusão de pessoas em situação de fragilidade social, promovendo a sua capacitação e desenvolvimento das suas competências pessoais através da prática desportiva, que conta com o apoio de Instituto Português do Desporto e da Juventude, do Programa Nacional de Desporto para Todos, do Programa ERASMUS+JÁ, entre outras entidades públicas e privadas.
Em 2017, o projeto foi galardoado na Gala Quinas de Ouro da Federação Portuguesa e distinguido pelo Conselho de Administração da “UEFA Foundation for Children”, como um dos projetos europeus que mais se destacaram no desenvolvimento de iniciativas de inclusão social.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO