Dia Mundial do Cancro assinalado nos Açores

0
30
DR

O Núcleo Regional dos Açores da Liga Portuguesa Contra o Cancro (NRA LPCC) assinalou o Dia Mundial do Cancro com a realização de diversos eventos nos Açores, associando-se, desta forma, à campanha global que incentiva à mudança de comportamentos perante a doença oncológica.

A efeméride, que se assinalou no dia 4 de fevereiro, é uma iniciativa da União Internacional de Controlo do Cancro (UICC) que, no triénio 2022-2024, tem como tema “Por cuidados Mais Justos”, com o objetivo de consciencializar para a necessidade de melhores acessos à saúde no cuidado do cancro, de quebrar as barreiras para quem procura tratamento no cancro e as iniquidades que afetam os doentes oncológicos.

Neste âmbito, o NRA LPCC promoveu várias atividades durante o mês de fevereiro e desafiou as escolas básicas e secundárias dos Açores a participar no projeto “21 desafios para a mudança” com vista a encorajar os participantes, ao longo de 21 dias, a realizar pequenas, mas significativas, ações por um futuro mais saudável. Através de um professor responsável, que tem acesso a todos os desafios, os alunos foram, durante os 21 dias, informados sobre a temática do cancro, os fatores de risco, a prevenção, e sobretudo a refletir sobre como abordar o tema com outras pessoas e apoiar quem possui doença oncológica.

Ainda a assinalar a efeméride, irá realizar-se, no dia 9 de março, uma sessão de esclarecimento sobre o Dia Mundial do Cancro no Centro Paroquial de Nossa Senhora de Oliveira, em São Miguel, com a Enfermeira Lúcia Silva, vogal da Direção do Núcleo Regional dos Açores da LPCC.

Em parceria com a Direção Regional do Desporto, realizaram-se dois trilhos pedestres, um na Baía dos Homiziados, na ilha Graciosa, e outro na Fajãzinha, na ilha das Flores, nos dias 3 e 5 de fevereiro, respetivamente, e ainda a “Caminhada Solidária do Ribeirão”, na ilha do Corvo, a 4 de fevereiro.

Ainda neste âmbito, o NRA LPCC deu a conhecer aos três hospitais e a todas as unidades de saúde da região a campanha “Por cuidados Mais Justos” e disponibilizou materiais digitais informativos para divulgação.  De modo assinalar a data, o Hospital da Horta aceitou o desafio do NRA LPCC e realizou um pequeno vídeo, onde respondiam à questão “Porque queremos cuidados mais justos?”, juntando dessa forma utentes e profissionais de saúde da unidade de oncologia.

Por último, o Senhora da Rosa, Tradition & Nature Hotel, durante o mês de fevereiro, doou 1 euro por cada noite e por cada refeição no Restaurante Magma.