Direção Regional da Cultura lança a 9.ª edição da CulturAçores – Revista de Cultura

0
11

A Secretaria Regional da Educação e Cultura, através da Direção Regional da Cultura (DRC), promove a 9.ª edição da CulturAçores – Revista de Cultura, publicação, de carácter semestral, da responsabilidade da tutela açoriana da cultura.

O presente número sintetiza os desafios que se colocam aos gestores do património cultural, através do conhecimento e das experiências que mais de três dezenas de especialistas deixaram em três seminários temáticos, promovidos pela DRC, ao longo de 2018, para assinalar o “Ano Europeu do Património Cultural”.

“Património Mundial da UNESCO: Perspetivas Futuras”, “Cultura Acessível e Inclusiva” e “As Alterações Climáticas e o Património Cultural” foram as temáticas dos encontros realizados em três ilhas açorianas – Pico, São Miguel e Terceira – que, reunindo reputados conferencistas em torno de temáticas de pertinência cultural, contribuíram para fortalecer a cultura açoriana.

A CulturAçores – Revista de Cultura n.º 9 destaca ainda o Prémio Regional de Arquitetura “Paulo Gouveia” 2018, criado pela DRC para valorizar o mérito na recuperação de imóveis que respeitam o património edificado; a Rede de Museus e Coleções Visitáveis dos Açores que, a crescer, quer abrir portas aos significativos espólios e coleções artísticos espalhados pela Região; ou o levantamento do importante acervo organístico histórico dos Açores.

A publicação, distinguida pela Associação Portuguesa de Museus (APOM) com o prémio “Melhor Trabalho na Área da Museologia” em 2016, mantém, desde a sua primeira edição, o objetivo de promover e divulgar as atividades com iniciativa, apoio ou ligação à DRC, num esforço de disseminação informativa, através de uma campanha alargada de divulgação institucional da CulturAçores – Revista de Cultura.

Nesse sentido, a DRC garante a expedição deste título para cerca de oito centenas de entidades ligadas à cultura e ao património. Entre elas, estão todos os departamentos da administração regional e central, além da totalidade dos museus sob as respetivas tutelas; os membros da Rede Portuguesa de Museus; todas as autarquias portuguesas; diversas organizações culturais nacionais e internacionais (UNESCO); institutos e centros culturais localizados nos arquipélagos e continente; núcleos de documentação, bibliotecas e departamentos universitários; entidades do setor turístico; Casas dos Açores existentes no país e no estrangeiro; diversos órgãos de comunicação social da Região e do país; entre outros destinatários.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO