Distrito de Évora quer poupar 70% na iluminação pública com aposta em LED

0
26
DR
Os municípios do distrito de Évora esperam poupar “um pouco mais de 70%” na iluminação pública com a substituição de 55 mil luminárias por outras com tecnologia LED, num investimento superior a 21 milhões de euros.A substituição das luminárias tradicionais por outras mais eficientes, com tecnologia LED (light emitting diode, em inglês, ou díodo emissor de luz, em português), faz parte do projeto Eficiência Energética na Iluminação Pública, indicou a Comunidade Intermunicipal do Alentejo Central (CIMAC), que congrega os 14 concelhos do distrito de Évora.

Fonte da CIMAC explicou hoje à agência Lusa que a iniciativa, no âmbito da qual já foi assinado um acordo entre os municípios do Alentejo Central e a EDP Distribuição, envolve um investimento superior a 21,2 milhões de euros.

“Este acordo permite a substituição das luminárias existentes por outras mais eficientes de tecnologia LED”, indicou a CIMAC, realçando que a alteração vai abranger “cerca de 55 mil luminárias no Alentejo Central”, com as autarquias a esperarem “uma redução no consumo de energia de um pouco mais de 70%”.

O projeto decorre de uma candidatura da CIMAC ao Fundo de Eficiência Energética (FEE) e é financiado, na fase de implementação, por uma Empresa de Serviços Energéticos (ESE), a I – Quatro, Lda, a quem foram adjudicados os trabalhos, revelaram à Lusa a comunidade intermunicipal e a EDP Distribuição.

As obras relativas à implementação desta iniciativa de promoção da eficiência energética na iluminação pública vão iniciar-se já “em novembro”, devendo “estar concluídas no primeiro semestre” do próximo ano, segundo a CIMAC.

“Metade das luminárias a instalar terão tecnologia de gestão ponto a ponto, o que permite regular a luminária de acordo com os parâmetros desejados”, disse a comunidade intermunicipal, acrescentando que, mesmo as luminárias que não tenham telegestão, “estão preparadas para que a mesma lhe seja adicionada caso se considere necessário”.

Com este projeto, segundo as informações disponibilizadas pela CIMAC à Lusa, estão ainda previstas a redução de seis mil toneladas/ano de emissões de dióxido de carbono (CO2) para a atmosfera e a diminuição da poluição luminosa nos 14 municípios abrangidos, além das poupanças económicas na iluminação pública.

Contactada pela Lusa, a EDP Distribuição sublinhou que, graças a esta iniciativa, a iluminação pública no distrito de Évora vai ser “100% LED”.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO