Dois anos após o Lorenzo: o que há a fazer?

0
35
blank

Dois anos passaram desde o desastre do furacão Lorenzo pelos Açores. As marcas que ficaram, aos poucos vão-se esbatendo e a própria paisagem se altera à medida que as obras avançam. O que há por fazer passados 24 meses?

Será difícil apagar da memória dos faialenses a madrugada de 2 de outubro de 2019. O Lorenzo chegou às nossas costas sem força humana ou divina que lhe pudesse fazer frente. Os estragos foram muitos, especialmente na costa sul do Faial.

Agora questionámos os executivos das freguesias mais atingidas sobre o avanço das obras de recuperação e reforço da orla costeira, intervenções estas feitas em estreita colaboração entre entidades regionais, como a direção regional dos Assuntos do Mar (DRAM), e municipais.

Este conteúdo é Exclusivo para Assinantes

Por favor Entre para Desbloquear os conteúdos Premium ou Faça a Sua Assinatura