“É preciso continuar o trabalho de valorização dos lacticínios para melhorar o rendimento dos produtores”, defende Berto Messias

0
29
DR/PS
DR/PS

Os deputados do Grupo Parlamentar do Partido Socialista eleitos pela Ilha Terceira reuniram, esta terça-feira, com a Associação Agrícola da Ilha Terceira e com a Associação de Jovens Agricultores. O setor dos lacticínios e o rendimento dos produtores estiveram em destaque nas reuniões que se inserem nos encontros, iniciados na passada semana, com diversas instituições da ilha para a apresentação de cumprimento e auscultação sobre os desafios da atualidade.

O Plano Estratégico do Sector dos Lacticínios, que foi concluído na última legislatura, e o papel do Centro Açoriano do Leite e Lacticínios foram alguns dos temas abordados pelos deputados do PS/Açores e os representantes do setor. Berto Messias destaca “a importância de proceder à concretização” desse Plano.

“As medidas que constam desse Plano, em complemento com a conclusão do processo de certificação do bem-estar animal e a certificação do leite de pastagem, serão instrumentos imprescindíveis para o reforço da notoriedade dos laticínios dos Açores nos mercados e, em última análise, para a melhoria do rendimento dos produtores de leite”, acrescenta.

Berto Messias considera que essas certificações, a que se junta “a certificação da manteiga como produto DOP (Denominação de Origem Protegida) e a aposta na produção de leite em modo Biológico, também, são importantes para a promoção da sustentabilidade do setor e deve ser conciliada com a promoção nos nossos produtos regionais em novos mercados”.

Durante o encontro, foi também abordada “a necessidade de atender às particularidades do setor face à pandemia que atravessamos, realçando a importância do Complemento Regional ao Prémio à Vaca Leiteira no valor de 45 euros por vaca, do qual são beneficiários cerca de 2.400 produtores”.

Para Berto Messias “é fundamental garantir, também, que, à semelhança do que foi conseguido a meados do ano passado, os produtores não sejam alvo de penalizações pela produção de leite. Isso é uma situação injusta que tem de ser resolvida rapidamente”.

O deputado do PS/Açores considera, também, que é necessário “continuar o esforço de redução dos custos de produção e apostar no aumento de eficiência das explorações, criando mais valor, mantendo a paisagem e fixando a população nos meios rurais”.

Relativamente ao setor da carne, as reuniões permitiram confirmar a importância “de se dar continuidade à implementação da Estratégia de Valorização da Carne dos Açores, bem como para a relevância de concluir o processo de certificação da Raça do Ramo Grande como produto DOP”.

Berto Messias sublinha, ainda, a necessidade de “continuar a trabalhar para que num futuro próximo seja possível crescermos na expedição de carne embalada e em formato final de consumo em detrimento da carcaça, potenciando os matadouros que se encontram devidamente certificados em resultado de importantes investimentos ocorridos nos últimos anos”.

Na sequência dos contactos que estão a ser estabelecidos, os deputados do PS/Açores, eleitos pela ilha Terceira, vão também reunir com a Cooperativa de Produtos Biológicos – Bioazórica – e com a Associação de Produtores de Frutas, de Produtos Hortícolas e Florícolas da Ilha Terceira – Fruter -, para debater as prioridades para o setor.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO