Empresas públicas. Governo salvaguarda direitos dos trabalhadores nos processos de extinção

0
7
DR/PSD
DR/PSD

A deputada do PSD/Açores Sabrina Furtado afirmou ontem que “o Governo está a salvaguardar os direitos dos trabalhadores nos processos de extinção de empresas públicas regionais, ao contrário do que fez o anterior executivo Governo do partido socialista”, adiantou.

“O que o atual governo mais tem feito é uma racionalização da administração pública, mas sempre com a salvaguarda dos direitos dos trabalhadores, e não à custa de despedimentos”, afirmou a social democrata.

Falando sobre a proposta [apresentada pelo partido socialista] de alteração ao regime jurídico de integração dos trabalhadores de empresas públicas objeto de extinção, Sabrina Furtado disse que “o PS, agora na oposição, é que está a tentar passar a imagem de preocupação com os trabalhadores, quando em sucessivos governos o que mais fez foi manter e mesmo aumentar a precariedade laboral”, disse.

A parlamentar recordou igualmente que “este partido socialista está a tentar usar a centralidade do parlamento como mais uma forma de propaganda”, uma vez que “a proposta que faz agora é dizer ao Governo para fazer exatamente o que o Governo já está a fazer, para poder então dizer que o PS é que propôs, como se ninguém se lembrasse que governaram durante 24 anos e que a atenção a estas matérias era pouca”, avançou.

A deputada do PSD/Açores deu como exemplo a extinção da SPRHI, “em que o anterior executivo apresentou neste parlamento um documento para o qual, em boa hora, vários partidos apresentaram propostas de alteração, visando os direitos dos trabalhadores. Pois não era isso que o governo do PS pretendia”, sublinhou.

“Este governo tem consciência de que há muitas famílias em casa que dependem de boas políticas públicas e de uma atenção detalhada também nos diplomas de extinção de empresas públicas, realidade que não se viu nas anteriores legislaturas”, concluiu Sabrina Furtado.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO