Espaço ‘Lisboa Social’ pretende albergar cerca de 50 instituições em Marvila

0
13
DR
O espaço ‘Lisboa Social’, que vai contar com 11 pavilhões e albergar cerca de 50 instituições sociais, deverá estar concluído no próximo ano, anunciou hoje o ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social.

Em declarações à Lusa na sessão de apresentação do projeto, que decorreu esta manhã no local das obras, no Palácio da Mitra, em Marvila, Vieira da Silva destacou que o ‘Lisboa Social’ vai “reforçar a qualidade da intervenção” da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML) e estar aberto à instalação de entidades de economia social que “não têm tido possibilidade de se instalar em Lisboa pelas dificuldades” existentes no concelho.

As candidaturas abrirão até ao início do próximo ano, acrescentou o ministro, reforçando que as instituições vão poder “beneficiar dos espaços comuns que serão equipados com todas as necessidades modernas, do ponto de vista das comunicações, dos espaços de formação e dos espaços de anfiteatro”.

“É importante que elas sejam feitas antes de estarem concluídos os interiores para saber qual é que vai ser, pelo menos na fase inicial, a disposição interna e quais as instituições que se vão localizar aqui para que a divisão possa ser já adaptada”, disse.

O governante referiu ainda que a SCML estima albergar cerca de 50 instituições, ressalvando, contudo, que “depende da dimensão de cada uma delas”.

O ‘Lisboa Social’ representa um investimento da SCML de cerca de 4 milhões de euros nas infraestruturas, ao qual acrescem os equipamentos e o interior, tendo a autarquia lisboeta contribuído com a cedência de uma parte do espaço.

“O projeto traduz-se num polo de inovação em várias vertentes – social, económica, de empreendedorismo e ambiental – distribuído por 11 pavilhões, numa área correspondente a mais de 7 mil metros quadrados de construção, e integrado na Mitra, em Marvila”, sintetiza a autarquia lisboeta num comunicado enviado às redações.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO