Estala o verniz entre Sporting e a Federação

0
125
DR
DR

Indignação. Treinador do Sporting Club da Horta (SCH) sente “nojo” do andebol
português. Receção ao Avanca acaba em empate, mas os três pontos deveriam ter sido atribuídos aos faialenses.

Na passada 6.ª-feira o Pavilhão da Horta assistiu a um episódio que põe em causa a verdade desportiva e não dignifica a modalidade em Portugal. O jogo da 25.ª jornada do Campeonato Placard Andebol 1 entre o SCH e o Avanca foi disputado sem a presença do treinador nem oficiais do lado dos visitantes, o que segundo os regulamentos daria penalização por falta de comparência e respetiva atribuição dos três pontos à turma faialense.

A Federação de Andebol de Portugal (FAP) alegou o artigo 51.º, impondo a realização do jogo por motivos de utilidade pública. O mesmo argumento utilizado para adiar o jogo com a Sanjoanense, em dezembro último.

Este conteúdo é Exclusivo para Assinantes

Por favor Entre para Desbloquear os conteúdos Premium ou Faça a Sua Assinatura