FMI: Fundo revê em baixa crescimento da zona euro para 2019 e 2020

0
8
O Fundo Monetário Internacional (FMI) piorou em 0,1 pontos percentuais as projeções de crescimento na zona euro para 2019 e 2020 para os 1,2% este ano e 1,4% no próximo ano.De acordo com a atualização do seu World Economic Outlook (WEO) hoje divulgada, o crescimento da zona euro foi revisto em baixa devido ao abrandamento das exportações e face ao atual contexto de “incerteza” relativa ao impacto da saída do Reino Unido da União Europeia (´Brexit’).

Segundo a instituição liderada por Kristalina Georgieva, a economia da zona euro registou um crescimento mais forte no primeiro semestre deste ano, do que no segundo semestre de 2018.

No entanto, sinaliza, a economia alemã contraiu-se no segundo trimestre, com uma descida da atividade industrial, e as fracas exportações têm afetado a atividade da região, enquanto a procura interna se tem mantido estável.

O WEO revê assim em ligeira baixa as previsões de crescimento da Alemanha e França, para 0,5% e 1,2% em 2019 e 1,2% e 1,3% em 2020, respetivamente.

Itália contou igualmente com uma revisão em baixa do seu crescimento (para 0,0% em 2019 e 0,5% em 2020), devido ao abrandamento do consumo e ao enfraquecimento do ambiente externo, assim com Espanha, que passa de um crescimento de 2,6% em 2018 para uma projeção de crescimento de 2,2% em 2019 e 1,8% em 2020.

O FMI reviu também em baixa a sua estimativa para o crescimento do PIB mundial para 3% em 2019, menos 0,3 pontos percentuais face à anterior estimativa, sinalizando que este abrandamento se encontra ao nível mais baixo desde a última crise financeira, e para 3,4% em 2020, menos 0,2 pontos percentuais.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO