Governo dos Açores não investe numa ilha em prejuízo de outra

0
56

O Governo dos Açores “não investe numa ilha em prejuízo de outra”, assegurou hoje, na Assembleia Legislativa, na Horta, o Secretário Regional Adjunto da Presidência para os Assuntos Parlamentares.

Berto Messias, que falava no debate suscitado por uma declaração política do CDS/PP sobre o modelo de desenvolvimento dos Açores, realçou que investir numa ilha em prejuízo de outra seria “um erro estratégico clamoroso e brutal, que poria em causa o desenvolvimento da Região”.

“Basta verificar aquelas que são as opções políticas do Governo dos Açores, plasmadas no Plano de Investimentos da nossa Região e basta conhecer ‘in loco’ os investimentos que estão a decorrer um pouco por todas as Ilhas para se verificar que as acusações sobre centralismo nos investimentos públicos nos Açores não fazem qualquer sentido e não correspondem minimamente à realidade”, frisou.

“Estamos conscientes do grande trabalho que fizemos, mas também sabemos que há ainda muito para fazer, que há projetos que deveriam ter andado mais depressa e que há aspetos que têm de ser corrigidos para que esses investimentos que ainda não arrancaram ou ainda não terminaram sejam concluídos”, acrescentou Berto Messias.

O Secretário Regional rejeitou ainda as acusações da oposição de que existe um “alegado desinvestimento no setor da saúde”.

“Não é verdade que haja um desinvestimento no Serviço Regional de Saúde e basta fazer uma avaliação séria sobre a evolução do Serviço Regional de Saúde, quer em termos de investimento público, quer em termos de infraestruturas e de equipamentos ou de aumento dos recursos humanos para verificar isso. Não é a minha opinião, são os dados reais que comprovam esta apreciação”, destacou Berto Messias.

“Aliás, a este respeito, a oposição contradiz-se, quando elogia permanentemente o Serviço Regional de Saúde no trabalho desenvolvido nesta pandemia e, ao mesmo tempo, acusa o Governo dos Açores de desinvestir no Serviço Regional de Saúde, esquecendo-se que foi precisamente este investimento que nos ajudou a ultrapassar esta pandemia da forma como ultrapassámos”, referiu o Secretário Regional Adjunto da Presidência.

Berto Messias deixou ainda um apelo à calma e à tranquilidade de todos os partidos.

“Fiquem Vossas Excelências tranquilos e não se enervem com o calendário eleitoral próximo, os Açorianos terão a oportunidade de avaliar o trabalho do Governo, bem como os projetos políticos de todos os partidos, democraticamente. Esse calendário não condiciona a nossa ação, mas, a avaliar pelas vossas intervenções, parece que estão muito ansiosos com as eleições regionais deste ano”, afirmou.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO