GrémioREMIXED 6 – Performance de João Garcia Miguel sobre a ODE MARÍTIMA, de Álvaro de Campos

0
21
blank

Teatro Giz

Todo o vapor ao longe é um barco de vela perto. Todo o navio distante visto agora é um navio no passado visto próximo.

 6ª edição do GrémioREMIXED, momento celebrativo do projecto de formação e comunhão do Teatro de Giz Novo Grémio Literário Faialense, traz à Horta um trabalho colossal sobre a

ODE MARÍTIMA:

~ um dos mais grandiosos e profundos poemas de que pode orgulhar-se a língua portuguesa ~ Eduardo Lourenço;

~ um dos mais geniais poemas de qualquer época da literatura universal ~ Adolfo Casais Monteiro.

É João Garcia Miguel, Artista Performativo, Programador e Investigador – e, acrescentamos nós, encenador de um dos mais memoráveis trabalhos do Teatro de Giz, À Espera de Godot (2010) – quem se atira à tarefa interminável de interpretar a ODE MARÍTIMA do (considerado) alter-ego de Pessoa, numa performance de sua autoria, à qual se juntam a criação musical de Tiago Marques e a cenografia digital de Tomás Melo, parceiros desta viagem ao universo da imaginação, no Faial.

performance terá lugar no Teatro Faialense, às 21:30 do dia 27 de Maio.

Mas o GrémioREMIXED não acaba aí, pois o volante vivo da imaginação há-de guiar-nos ao reencontro uns dos outros, nessa noite, algures no adro sem muros da Igreja das Angústias, onde nos juntaremos à festa popular.

 ~ ~ ~

Excerto da SINOPSE da ODE MARÍTIMA, de João Garcia Miguel

Poema selvagem e compulsivo da partida e do regresso, viagem inefável pelos sentidos numa arritmia sensual e explosiva, rica nas suas metáforas, enebriante nas suas enumerações nervosas e sincopadas.

Um golpe que o mergulhar do corpo dá mar adentro, por todo esse mar. (…) 

Um monólogo que é muitos diálogos com o mundo inteiro, dividido nas suas múltiplas aparições como uma noite estrelada ou os aromas texturais de uma brisa marítima.