Grupo Parlamentar do PS/Açores reúne em jornadas para analisar Plano e Orçamento de 2021

0
28
DR/PS
DR/PS

Os deputados do Grupo Parlamentar do PS/Açores reúnem para analisar e debater o Plano e Orçamento de 2021. “Tendo em conta que o PS/Açores foi o partido mais votado e é o único com deputados eleitos em todas as ilhas, temos o dever de confirmar se a proposta do atual Governo salvaguarda os interesses dos Açorianos, em cada uma das nossas ilhas e em cada um dos setores de atividade”, adianta a Vice-Presidente do GPPS/Açores, Sandra Dias Faria.

As Jornadas Parlamentares, que decorrem na Ilha Terceira, entre 7 e 9 de abril, incluem debates públicos, com oradores convidados, sobre pandemia e economia, pandemia e o Serviço Regional de Saúde e pandemia e impostos. O debate sobre “Necessidades laborais e empresariais num tempo de crise”, contará com os representantes da Câmara de Comércio e Indústria dos Açores, dos sindicatos dos trabalhadores, Federação Agrícola dos Açores, Federação das Pescas e Associação de Hoteleiros.

No debate intitulado “Serviço Regional de Saúde e COVID-19: Entre a falácia do colapso e a realidade da resiliência”, entre os oradores convidados está o Provedor do Utente, os representantes da Ordem dos Médicos e da Ordem dos Enfermeiros e o responsável do Centro de Oncologia dos Açores.

Sandra Dias Faria adianta ainda que “para além da análise setorial ao Plano de Investimentos da Região Autónoma dos Açores, durante estes três dias vai ser feita uma avaliação pormenorizada das propostas que constam para cada uma das nossas ilhas, vão ser analisados os pareceres dos Conselhos de Ilha que foram solicitados pela Assembleia Legislativa Regional e vai ser feita a comparação com os manifestos eleitorais que foram maioritariamente sufragados pelos Açorianos”.

A vice-presidente do GPPS recorda que já foi manifestada alguma preocupação em relação às propostas apresentadas: “Como foi tornado público o balanço das audições realizadas na Horta, com os Secretários Regionais, não nos tranquiliza, bem pelo contrário, revelaram um conjunto de contradições, omissões e demonstraram um desconhecimento sobre matérias de suma importância para os Açorianos”.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO